Assembleias microrregionais da Consulta Popular começam em outubro


Por: Portal Arauto
Fonte: Assessoria de Imprensa
Publicado 06/09/2021 08:56
Atualizado 06/09/2021 09:38

Região   DEMANDAS

O Corede Vale do Rio Pardo realizou assembleia inicial da Consulta Popular de forma híbrida no final da tarde desta sexta-feira (3), na sala 101 da Unisc, quando tomou algumas decisões iniciais em relação ao processo de 2021-2022. Foram 43 pessoas que participaram de forma remota e 32 presenciais.

A diretora de Desenvolvimento Regional da Secretaria de Governança e Gestão Estratégica, Bruna Blos, participou do encontro e explanou o processo que terá uma alteração em relação às outras etapas. Isso porque via aplicativo Colab, qualquer cidadão poderá sugerir algum projeto a ser contemplado com recursos, desde que seja o mais curtido dentro do aplicativo e siga os critérios estabelecidos pela secretaria, junto com o Fórum dos Coredes.

O Corede/VRP definiu que as 11 áreas – excluindo-se Educação, Saúde e Segurança – todas poderão ser debatidas e incluídas no processo deste ano, entre os cinco projetos que vão constar na cédula de votação.

No dia 28 de outubro serão realizadas as duas assembleias microrregionais para alinhamento das propostas. Às 9h, ocorre a etapa do Centro-Serra, na Câmara de Vereadores de Sobradinho, enquanto que às 14h, será realizada a do Baixo Vale, na sala 101, da Unisc, em Santa Cruz do Sul. Ainda foram escolhidos 9 representantes da comissão regional que vai acompanhar todo o processo da Consulta Popular (ver abaixo).

O presidente do Corede/VRP, Heitor Álvaro Petry, destaca que a assembleia foi importante para dar a largada na Consulta Popular na região. “Tivemos um bom debate com as pessoas presentes e agora é preciso mobilizar as comunidades para as próximas etapas”, citou.


Foto: Divulgação
Assembleia inicial da Consulta Popular no final desta sexta-feira, na Unisc, debateu processo
Assembleia inicial da Consulta Popular no final desta sexta-feira, na Unisc, debateu processo