Estelionatária de Imbé que aplicou golpe em Santa Cruz tem conta bloqueada após ação da PC


Por: Portal Arauto
Publicado 03/09/2021 10:46
Atualizado 03/09/2021 11:10

Polícia   RESPOSTA RÁPIDA

A Polícia Civil de Santa Cruz do Sul identificou a autora de um golpe aplicado em um morador do Bairro Arroio Grande. A estelionatária, que mora em Imbé, teve a conta bancária bloqueada e admitiu o crime ao ser ouvida nesta quinta-feira (2). Na ação, ela anunciava a venda de veículos pela internet e negociava o depósito de parte do valor. Somente do morador de Santa Cruz do Sul ela obteve R$ 20 mil com a prática do crime. 

Conforme o delegado Alessander Zucuni Garcia, titular da 2ª Delegacia de Polícia de Santa Cruz, um mandado de busca e apreensão foi realizado na residência da mulher, onde foram apreendidos eletrônicos, celulares, notebooks e cartões bancários. A análise dos objetos, segundo o delegado, busca identificar se a criminosa realmente agiu sozinha - como disse em depoimento - ou se há outros envolvidos. A mulher identificada tem antecedentes por receptação e estelionato. "É uma pessoa com uma certa instrução e facilidade de acesso à internet e informática. A partir disso ela conseguia organizar o esquema e dar uma aparência de negócio concreto", diz.

Segundo o delegado, a estelionatária anunciava os veículos utilizando nome de terceiros e abria contas a partir desses dados. Quando o valor do depósito entrava, ela rapidamente fazia a transferência para sua conta original. Para conseguir convencer as vítimas, ela tinha um espelho de documentos das pessoas que ela dizia ser, preenchia formulários de transferência de veículos encontrados na internet e utilizava esses meios como estratégia para fazer as pessoas adiantarem os valores. 

Além da vítima de Santa Cruz do Sul, a mulher também recebeu valores de um morador de Ivoti. Segundo o delegado, a tendência é que o valor bloqueado termine destinado às vítimas como forma de ressarcimento.

A criminosa ainda responderá por fraude eletrônica. Uma nova tipificação do crime de estelionato que aumenta a pena por ser um golpe aplicado na internet para o período de 4 a 8 anos de detenção.


Foto: Guilherme Bica/Portal Arauto
Materiais apreendidos na casa da estelionatária
Materiais apreendidos na casa da estelionatária