"Ela nos provou que vai conseguir vencer esta doença", diz pai de Manu


Por: Portal Arauto
Publicado 03/09/2021 19:30

Geral   PEQUENA GUERREIRA

Quando os dias estão difíceis é o sorriso de Manu que resolve tudo e ilumina a vida dos pais. A pequena vera-cruzense enfrenta desde o seu nascimento, em 1º de março deste ano, uma luta contra um tumor Rabdoide Maligno, um tipo de câncer muito agressivo. Em tratamento há seis meses, Manuela Elisa Tornquist apresenta melhoras e inspira toda a família com seu brilho no olhar, seu riso e sua força de gente grande. 

De acordo com o pai, Leonardo Tornquist, Manu está internada no Hospital da Criança Santo Antônio na Santa Casa em Porto Alegre, realizando o terceiro ciclo de quimioterapia. "Ela está bem. Desde o início do tratamento ela melhorou, pois diminuiu bastante o tumor e as lesões da face desde o primeiro protocolo quimioterápico. Porém, com o decorrer do tempo apareceu duas lesões no cérebro, onde complicou um pouco mais o diagnóstico e voltou a aumentar as lesões na face", conta. 

Com isso, Manu passou a realizar um novo tipo de tratamento. "Neste novo protocolo, mesmo ele sendo muito tóxico, ela consegue receber e passa bem, além de que visivelmente ele está diminuindo. Na última internação ela teve um sangramento no tumor, onde ela realizou radioterapia para estancar o sangramento e agora só realiza os curativos. Após finalizar este terceiro ciclo ela realizará novos exames para ver se o tumor está diminuindo e obtendo o efeito esperado", explica. 

Obstáculos que a pequena enfrenta com um sorriso no rosto e que muito orgulha todos que a amam. "Eu como pai, minha esposa e meus familiares acreditamos muito na cura dela. Acompanhamos o dia a dia e notamos que ela está bem, sempre risonha, faceira e ela já nos provou que ela é muito forte e pode e vai conseguir vencer esta doença", fala. 

Rotina em Porto Alegre

Desde o início do tratamento, a família se divide entre Vera Cruz e Porto Alegre. Nos primeiros meses ficaram na casa de apoio e após alugaram um apartamento próximo ao hospital para descansarem durantes as pequenas altas. "Hoje fica minha sogra e a irmã da minha esposa para ajudar no dia a dia. Eu intercalo na minhas folgas do trabalho também. Precisamos ficar lá, porque a médica não libera ir para nossa cidade, pois a Manu precisa fazer procedimentos quase todos os dias. Como as defesas caem, é preciso fazer uma injeção para aumentar a imunidade", salienta. 

Leonardo Tornquist aproveita e agrade todo o apoio recebido da comunidade. "As pessoas se sensibilizaram com a história da Manu e nos ajudaram na compra das rifas, do galeto, no kit chimarrão, doações bancária e muito mais. E o mais importante: nos mandando mensagem positiva e fazendo orações", diz.

Leia mais: 

Família de Vera Cruz precisa de ajuda para custear tratamento de bebê com câncer


Foto: Divulgação
Manu, com o sorrido que tanto alegra seus pais
Manu, com o sorrido que tanto alegra seus pais