Para aquecer quem mais precisa, elas tecem solidariedade


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 13/07/2021 18:00

Geral   INICIATIVA DO BEM

O projeto “Mãos que tecem, corações que aquecem” desenvolvido pela Sociedade Espírita Irmã Clara, de Vera Cruz, é um exemplo prático do ensinamento popular que diz: se cada um fizer a sua parte o mundo pode se tornar um lugar melhor. Através da iniciativa – que tem origem no princípio espírita “fora da caridade não há salvação”-, cada participante se dedica à produção de quadrados de crochê em sua casa que quando unidos pela costura formam cobertores coloridos, destinados a aquecer quem mais precisa. 

A coordenadora Zoraida de Fátima Scherer Paz explica que o projeto realizado há três meses tem origem em outras iniciativas já desenvolvidas pela instituição religiosa, como a distribuição de cestas básicas. “Todo o início de mês os participantes arrecadam alimentos e cestas básicas são montadas para doar às pessoas em situação de vulnerabilidade social. Dessa forma, além de auxiliar muitas pessoas com alimentos, pensamos também em proporcionar a elas um inverno mais aquecido com a confecção dos cobertores”, revela Zoraida, que em 2016 participou de iniciativa semelhante. “Nessa época trabalhei junto ao CRAS, ministrando oficinas de tricô e crochê para mulheres, como forma delas terem uma atividade e renda extra, e tive a ideia de confeccionarmos um cobertor unindo quadrados de crochê. Deu super certo e fizemos a doação para uma casa geriátrica”, recorda. 

Com a pandemia do novo coronavírus, o grupo – composto, além de Zoraida por Patricia Macedo, Neusa Silva (na foto) e outras mulheres  - não tem podido realizar encontros para a confecção dos quadrados de crochê. Dessa forma, elas produzem as peças em casa, sob a orientação de Zoraida através de ligações telefônicas ou WhastApp. “Aí quando elas trazem o que foi produzido, junto tudo com uma máquina de costura que tenho em casa e formo o cobertor”, revela. 

DOAÇÃO

Até o momento, dois cobertores já foram doados através do projeto, ambos para a Casa de Passagem de Vera Cruz. A coordenadora conta que já há volume suficiente de confecções de crochê para costurar um novo cobertor - ainda sem destino definido, contudo, certamente para uma família ou instituição do município que necessite. 

COMO AJUDAR

Para auxiliar o projeto, a comunidade pode fazer doações de novelos de lã, até mesmo restos que não serão mais utilizados, entrando em contato pelos telefones (51) 99839-0293, com Zoraida, ou (51) 9982-1831, com Itiana. “Um quadrado de crochê pode ser feito com várias cores diferentes, por isso qualquer pedaço de lã ajuda”, acrescenta a coordenadora, ao citar que pessoas que queiram aprender uma nova atividade, como o crochê e o tricô, são bem-vindas a participar da oficina.  


Foto: Jornal Arauto / Taliana Hickmann
Participantes da oficina confeccionam quadrados de crochê que viram cobertores
Participantes da oficina confeccionam quadrados de crochê que viram cobertores