Eletricista cria alternativa para fugir do frio sem se assustar com a conta


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 11/07/2021 08:00

Geral   ECONOMIA

Economizar nas contas de energia elétrica e água talvez seja o objetivo de todos os consumidores. No entanto, fazer isso de forma sustentável e ainda criar alternativas para as demandas da casa é um pouco mais complicado. Com um pouco de esforço, boas ideias e planejamento, atitudes simples podem se transformar em boas alternativas. O industriário aposentado Renato João Agnes que o diga. Entusiasta da necessidade de tornar o imóvel, no Bairro Schulz, em Santa Cruz do Sul, mais sustentável, o eletricista criou sistemas de aquecimento de água e de ambientes, além de reaproveitar a água da chuva.

Com isso ele conta que reduziu consideravelmente o consumo. “Nosso consumo de água aumenta um pouco nos períodos de estiagem, mas normalmente consumimos pouca água, pois aproveitamos a chuva. Tive essa ideia pela necessidade de economizar, mas também porque gosto deste tipo de alternativa sustentável“, explica.

O fogão a lenha, além de aquecer os ambientes térreos da casa de dois pavimentos, serve como calefator para o segundo piso. O calor gerado pela chaminé faz com que os ambientes sejam automaticamente aquecidos. Outro mecanismo criado por Agnes foi o aquecimento da água, também por meio do uso do fogão a lenha instalado na cozinha, que tem na parte interna uma serpentina. É por ali que a água passa, sai aquecida e vai para um reservatório que faz com que, por meio da gravidade, o líquido quente suba e o frio passe por dentro do fogão novamente. Essa água é distribuída para chuveiros e  torneiras da casa.

Além disso, Renato construiu duas cisternas para armazenar a água da chuva. “Criei um sistema de captação que recolhe a água de todo o telhado e direciona para as duas cisternas instaladas no pátio. Esses dois reservatórios abastecem a casa, fazendo com que tenhamos que utilizar muito pouco recurso externo. Assim conseguimos também preservar o nosso meio ambiente. Criei isso porque para mim não fazia sentido a água da chuva ir para o rio, ser captada, tratada e depois voltar para minha casa, quando poderia realizar todo esse processo aqui”, conta.

Agnes destaca que com as alternativas criadas por ele, a economia foi grande. “Demorei aproximadamente três meses para colocar todas as ideias em prática, pois realizava as alterações nas  minhas horas de folga. Hoje gastamos entre três e cinco metros de água por mês e não chegamos a 100 quilowatts de luz, pois o chuveiro elétrico não é usado. Isso tudo com cerca de duas horas diárias de fogo no fogão a lenha”, ressalta.
Ele também comenta que o primeiro passo para a economia é a ideia. “Muitas vezes buscar conhecimento é o mais importante. O investimento, nesse caso, sempre se transforma em economia. Pode, inicialmente, parecer pouco, mas com pequenas adaptações e relativamente pouco investimento é possível tornar a casa sustentável e economizar. Na maioria das residências há grandes espaços subaproveitados que poderiam servir para as adaptações”, frisa.

Outra Alternativa

Conhecida como uma fonte de energia sustentável e cada vez mais acessível, a energia solar é outra alternativas para economizar nas contas de luz. A transformação do sol em energia é feita sem emissão de poluentes e sem causar impactos ambientais. Embora os preços dos equipamentos tenham se estabilizado, para algumas pessoas o valor ainda é elevado. Assim, é possível contar com linhas de financiamentos oferecidas por bancos. A boa notícia é que essas linhas estão aumentando a cada dia e existe o financiamento certo para cada necessidade, ou seja, a energia solar está acessível a qualquer pessoa.


Foto: Rafael Cunha/Grupo Arauto
Morador de Santa Cruz reaproveita água da chuva e usa fogão a lenha para aquecer casa e sistema hidráulico da casa
Morador de Santa Cruz reaproveita água da chuva e usa fogão a lenha para aquecer casa e sistema hidráulico da casa