No momento mais difícil, eles escolheram ser e emanar luz


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 10/07/2021 21:00

Geral   INSPIRAÇÃO

Às 9 horas do dia 16 de março de 2021, a família Hillesheim, moradora da localidade de Rincão da Serra, recebeu uma notícia no consultório médico da Urgência e Emergência do Hospital Vera Cruz (HVC) que mudaria para sempre suas vidas. Exames realizados após apresentar inchaço na região do pescoço indicavam que Ricardo, de 51 anos, estava com uma trombose séria – o que certamente era consequência de um tumor cancerígeno – que dias depois foi confirmado como um linfoma tipo B. O diagnóstico pegou de surpresa a esposa Traudi, de 49 anos, e o filho William, de 19. Contudo, o momento que fez com que sentissem o chão se perder abaixo de seus pés foi também o início de uma jornada de cura e gratidão. Gratidão por cada ajuda ou palavra de conforto recebida, pelo carinho com que foram atendidos no HVC, assim como nos hospitais Ana Nery, em Santa Cruz, e Bruno Born, em Lajeado, e pelas pequenas conquistas. 

De volta a sua casa, após internação de Ricardo no Ana Nery, os três começaram a pensar em alternativas para complementar a renda - já que a produtora da família Klika Mais Fotografia & Filmes fora afetada pela pandemia e Traudi, que é mentora de comunicação, resolveu dar um tempo em sua atividade profissional para se dedicar aos cuidados com o marido. Foi então, 30 dias depois do diagnóstico, que lançaram o projeto Coração Seja Luz. Pelas mãos de William, tábuas de madeira transformam-se em corações, decorados com uma arte que leva a mensagem “Seja luz”, e que recebem um gancho para que possam ser pendurados. As peças podem ser adquiridas pelo valor de R$ 113 por aqueles que desejam fazer parte dessa egrégora de amor e luz  e, ao mesmo tempo, auxiliar a família. “Depois do diagnóstico, muitas pessoas vieram até nós oferecer ajuda. Então, pensamos em uma forma de oferecer algo em troca e fazer com que se conectassem ainda mais com o ‘momento diferente’ que estamos vivendo. Esses corações são mais do que objetos de decoração, são artefatos que passam uma mensagem. E essa mensagem não é pra ser só nossa, ela é de todos, por isso ao receber os corações as pessoas se sentem parte de algo maior, de um propósito”, revela Traudi. 

CARINHO EM CADA DETALHE

Os corações são desenvolvidos por William na Oficina de Arte com Madeira do pai – um espaço criado pelos dois durante a pandemia para soltar a criatividade e que Ricardo adora. “Sempre tive facilidade com trabalhos manuais e de arte. Desenho, pinto, tenho curso de artes plásticas. E aqui é um lugar onde aprendemos juntos a mexer com a máquina e a montar a mesa de trabalho”, conta o jovem. Por sua vez, Traudi assume a parte de divulgação do projeto nas redes sociais, de ornamento das embalagens e entrega dos corações – trabalho que tem levado ao conhecimento de pessoas de diversas cidades da região, estado e até do Brasil, como Curitiba e Brasília (saiba como adquirir no quadro)

Quem adquire os corações se depara com uma embalagem repleta de surpresas. Na caixa, organizada carinhosamente por Traudi, são acrescentadas sementes de girassol – planta escolhida pela sua capacidade de sempre se virar para a luz – e a seguinte mensagem: “se encontrar sementes no seu caminho: plante, regue, cuide... pois você poderá se surpreender com a beleza da colheita”. Os corações recebem também uma sessão de reiki feito por ela - adepta da prática - e direcionado a cada pessoa. “É uma forma de fazê-los sentir essa energia de amor, de luz e de gratidão. Esses dias me marcou muito uma mãe que me pediu para fazer o reiki em nome do filho dela que é autista, pois mesmo vivendo diariamente algo que é tão desafiador, ela parou e olhou para nós. É cada pessoa iluminada que ingressa conosco nessa jornada que faz esse projeto ser tão significativo”, vibra Traudi, ao frisar que esse momento diferente – como a família descreve - veio para torná-los pessoas melhores e que valorizam as coisas simples da vida. 

FALA PARTE

Encomendas podem ser feitas através de formulário, disponível na biografia do perfil no Instagram @traudihilles - e posteriomente Traudi entrará em contato para combinar a entrega ou retirada - ou através do site lakkdi.com


Foto: Jornal Arauto / Taliana Hickmann
William e Traudi se dividem entre o projeto e os cuidados com Ricardo
William e Traudi se dividem entre o projeto e os cuidados com Ricardo

Foto: Jornal Arauto / Taliana Hickmann
Corações são desenvolvidos por William na Oficina de Arte com Madeira do pai
Corações são desenvolvidos por William na Oficina de Arte com Madeira do pai

Foto: Jornal Arauto / Taliana Hickmann
Traudi prepara e ornamenta as embalagens para as entregas
Traudi prepara e ornamenta as embalagens para as entregas