"Em nenhum momento eu deixei de acreditar", diz volante Leylon


Por: Portal Arauto
Publicado 05/07/2021 07:22
Atualizado 05/07/2021 07:33

Esportes   FUTEBOL

Cearense de Fortaleza, Jakson Leylon de Souza Oliveira, de 26 anos, entrou para a história do Futebol Clube Santa Cruz. Ele,que chegou no início do ano, foi o grande responsável por um dos feitos mais memoráveis da Centenária trajetória do Galo. Neste domingo (4), ao entrar em campo no intervalo. Leylon precisou de menos de 10 minutos para marcar três gols, e mesmo com um jogador a menos em campo, virar o marcador da decisão contra o Gaúcho.

Ao todo, foram três gols. Empatou aos cinco, virou aos oito e ampliou aos 11 minutos. Além de igualar em 4 a 4 o placar agregado do mata-mata, o quarto gol foi um golaço, de bicicleta. Tudo, segundo volante, fruto do trabalho e da dedicação após sofrer com lesões no início da temporada. "Tava tudo propício para acontecer algo sobrenatural, algo que ninguém esperava. Em nenhum momento eu deixei de acreditar, confiar e, principalmente, saber do meu potencial. Sabia que iria ajudar o William, toda a comissão e principalmente a diretoria, porque eu tive várias lesões no começo do campeonato. Então isso aqui coroou um trabalho que vem sendo feito há muito tempo".

Ainda conforme o jogador, a vitória não veio por acaso e é fruto de muita competência. Ele ainda destacou a importância de confiar: "Todo o campeonato eu tive várias lesões. Em nenhum momento desisti. O clube me apoiou e isso é muito importante falar, porque não é normal os clubes fazerem isso. O Santa Cruz me abraçou de uma forma, sabendo do meu potencial e na final não só eu fui coroado, mas todo mundo".

Confira o que disseram outros personagens da conquista: 

Serginho (gerente de futebol) - "A gente que viveu o Santa Cruz como atleta e agora pode estar no quadro diretivo também vivendo grandes momentos, assim como a gente viveu no passado, é muito gratificante. Só tenho a agradecer ao Futebol Clube Santa Cruz, aos grupos de atletas excelentes para trabalhar, comissão técnica, o William, que no momento mais difícil do mundo acreditou que seria possível fazer futebol, montou o grupo e agora somos campões da Segunda Divisão. É uma satisfação enorme que vai ficar na memória. A gente já tinha acesso como atleta, agora tem acesso como dirigente. Pra mim é gratificantee e importante. Espero poder estar dentro de Santa Cruz no acesso à primeira divisão."

Tiago Rech (presidente do clube) - "Que loucura. Parece que para o Santa Cruz tem que ser sempre no sofrimento. Que coisa linda. Já disse tantas vezes que eu amo esse clube,amo essa cidade e estar podendo oferecer isso para os nossos torcedores e cidade. O Santa Cruz é gigante. Eu sempre falei que é gigante e ele vai mais longe. Em sete meses são duas taças e vem muito mais. Agora, torcedor do Galo, comemorem muito porque vocês merecem".

Fogaça (atacante) - "Estou desde 2017 no clube. A gente, no começo, teve muita tristeza. Não foi fácil esse rebaixamento que a gente teve em 2018, mas fiquei no clube, queria ficar e ajudar esse clube a crescer. Graças a Deus o grupo que fez, tudo que fizeram deu um bom resultado, desde a Copinha do ano passado, o acesso e agora vem mais uma vez com esse título que foi sofrido pra caramba, mas a gente lutou até o final. Isso só mostra o grupo que a gente tem."

William Campos (treinador) - "Foi merecido, por tudo o que os atletas fizeram durante o ano. Desde o dia 25 de janeiro trabalhamos bastante para esse momento. Conquistamos o objetivo que era o acesso e sabíamos que merecíamos fechar com chave de ouro dois jogos difíceis. Viemos com essa certeza e convicção de que aqui dentro seria diferente de como foi. Mesmo com um a menos a gente conseguiu se impor dentro de casa, fazer um grande jogo. Os atletas se superaram e é merecido. Merecido por tudo o que foi falado, que o Santa Cruz tava em uma chave mais fácil. A gente sabia que não era assim, que era uma grande dificuldade até a final, mas chegamos muito preparados. Agora é comemorar. Ficamos muito felizes por novamente marcar a história do clube. Está todo mundo de parabéns. Ninguém faz nada sozinho."


Foto: Vinicius Molz Schubert/FC Santa Cruz
Leylon foi o grande destaque da partida
Leylon foi o grande destaque da partida