Em um tom diferente, extremosas também encantam no outono


Por: Portal Arauto
Publicado 26/05/2021 06:43
Atualizado 26/05/2021 06:43

Geral   PAISAGEM

É no outono que as ruas de Santa Cruz do Sul mudam de cor e trazem o colorido das extremosas de uma forma diferente: do tradicional rosa para um tom avermelhado, que muito combina com o clima de frio e amanhecer gelado do período. Esse processo ocorre a cada outono, pouco antes de caírem as folhas.

Desde 1972, a extremosa (Lagerstroemia índica) é a flor símbolo de Santa Cruz do Sul, definida pela Lei Municipal número 1.452, sancionada pelo então prefeito Edmundo Hoppe. Ano após ano, sua presença ficou cada vez mais evidente, com a continuidade da plantação nas calçadas. Em geral, as árvores atingem até oito metros de altura, o que permite ficar abaixo da fiação.

Conhecida pela longa floração e com o ponto positivo de não levantar raízes nas calçadas, a árvore originária do sudoeste da Ásia - em especial da Índia e China - é ideal para avenidas e ruas. Além de dar colorido à cidade, elas são usadas na arborização de jardins, áreas urbanas e composição de parques.


Foto: Guilherme Bica/Portal Arauto
Do rosa ao tom avermelhado, extremosa segue colorindo Santa Cruz do Sul
Do rosa ao tom avermelhado, extremosa segue colorindo Santa Cruz do Sul

Foto: Guilherme Bica/Portal Arauto
Flor símbolo de Santa Cruz do Sul pode ser vista em diferentes pontos da cidade
Flor símbolo de Santa Cruz do Sul pode ser vista em diferentes pontos da cidade