Proposta que prevê subsídio para evitar aumento da tarifa de ônibus entra na pauta da Câmara


Por: Portal Arauto
Publicado 03/05/2021 15:33
Atualizado 03/05/2021 15:38

Política   TRANSPORTE COLETIVO

Representantes da Procuradoria-Geral de Santa Cruz do Sul, Secretaria de Transportes e Mobilidade, Agência Reguladora, Ministério Público e Consórcio TCS se reúnem com os vereadores na tarde desta segunda-feira (3) para esclarecimentos sobre um projeto de lei do Executivo que prevê a concessão de subsídios tarifários temporários ao Serviço de Transporte Publico Coletivo Urbano.

O objetivo, segundo o líder de governo e vereador Henrique Hermany, é criar alternativas para readequar o sistema de transporte coletivo à atual demanda - que registrou queda de passageiros devido à pandemia - e, dessa forma, evitar com que o valor da passagem, atualmente em R$ 4,45, aumente no município. O preço foi congelado por três meses pela prefeita Helena Hermany em decreto publicado no mês de fevereiro.

No entanto, como o congelamento é válido até terça-feira (5), a Administração Municipal estuda novas possibilidades, visando assegurar a manutenção do valores por mais seis meses, a partir da aprovação do projeto, que pode ocorrer ao final da sessão ordinária. "Esse subsídio é temporário, mediante contrapartidas que vão estar no termo de acordo, com previsão de seis meses a contar do final do primeiro decreto. O repasse será de até R$ 280 mil por mês, porque o valor exato vai depender do cálculo mensal que será apurado pela Agerst e pela área técnica da Secretaria de Transportes", afirma Henrique.

Ainda, segundo ele, a pasta estuda outras formas para angariar os recursos para auxiliar no custeio da operação.


Foto: Divulgação
Proposta que prevê subsídio para evitar aumento da tarifa de ônibus entra na pauta da Câmara