Após demissão na pandemia, o início de um sonho antigo


Por: Portal Arauto
Publicado 02/05/2021 10:30

Geral   DIA DO TRABALHO

Há um ano, em abril de 2020, Carlos Eduardo Couto era demitido da empresa em que trabalhava em Santa Cruz do Sul. O administrador, pós-graduado em Gestão Comercial Planejamento e Estratégias, viu sua rotina profissional se transformar de um dia para o outro em meio à pandemia da Covid-19. De um trabalho seguro em que completaria dez anos em 2021 para uma realidade incerta, que lhe assustou, mas não o fez desistir. Era hora de cogitar novas possibilidades e de investir em antigas paixões.

O santa-cruzense sempre gostou de estar na cozinha, mas quando foi morar sozinho passou a se dedicar a aprender mais. De uma necessidade, para um hobby e diversão. E embora tenha se destacado em pratos salgados, principalmente a base de carnes e massas, a primeira experiência com doces ocorreu e um novo talento surgiu. Por não encontrar uma trufa para comprar, resolveu fazer e deu certo. Foi pouco tempo até começar a distribuir para amigos e familiares, que sempre o incentivavam a comercializar. 

Foi só quando a demissão no início da pandemia ocorreu que Couto passou a cogitar a revelar seu talento para ainda mais pessoas. Agora, ao precisar de uma nova renda e por ter tempo para se dedicar às produções, o administrador de 38 anos tornou-se confeiteiro. Atualmente, comercializa trufas artesanais e mousse no pote, produtos que fizeram sucesso durante a Páscoa. "Consegui diversos novos clientes e recebi feedbacks muito positivos. Vendi acima da expectativa. Vi pessoas que nem conheço fazendo postagens e elogiando", comemora. 

Atualmente, o empresário dos doces trabalha no processo de divulgação através de redes sociais e conta com o apoio dos próprios clientes, que acabam divulgando também. "Tenho sempre unidades prontas e recebo encomendas. Procuro sempre aprender mais afim de expandir as opções de produtos", diz. Por isso, recomenda a todos a irem atrás de seus sonhos, mesmo em meio às dificuldades. "Aproveitem o momento que estamos vivendo para se reinventar. É muito satisfatório trabalhar com algo que se gosta. Dificuldades fazem parte do processo e por isso é importante estudar sobre o que pretende fazer e executar da melhor forma possível. Sugiro também procurar sobre empreendedores que começaram pequenos, mas acreditaram no seu sonho e os transformaram em grandes negócios. Eu mesmo li sobre o Alê Costa, dono da Cacau Show, e foi inspirador", ressalta. 


Foto: Arquivo Pessoal
Santa-cruzense formado em Administração aproveitou o período para investir na comercialização de doces
Santa-cruzense formado em Administração aproveitou o período para investir na comercialização de doces

Foto: Divulgação
Trufa
Trufa

Foto: Divulgação
Mousse no pote
Mousse no pote