Aulas presenciais na rede estadual vão começar na segunda-feira pelos anos iniciais


Por: Portal Arauto
Publicado 28/04/2021 12:41
Atualizado 28/04/2021 14:46

Covid-19   EDUCAÇÃO

O retorno presencial dos alunos das escolas estaduais do Vale do Rio Pardo vai começar na próxima segunda-feira com os anos iniciais, do primeiro ao quinto ano. A informação foi divulgada ao Portal Arauto pelo coordenador da 6ª Coordenadoria Regional de Educação, Luiz Ricardo Pinho de Moura, após todo o Rio Grande do Sul passar para a bandeira vermelha no modelo de Distanciamento Controlado. A decisão oficializada por decreto nesta quarta-feira (28) teve como objetivo justamente a possibilidade de retorno das aulas no Estado. 

De acordo com Moura, o retorno das escolas da região ocorrerá na semana que vem de maneira escalonada e gradativa. Na segunda-feira, devem retornar os alunos dos anos iniciais (1º ao 5º). Os estudantes devem ser divididos em bloco A e B, para que parte da turma tenha aula presencial em um dia enquanto a outra tem atividades remotas. Já as datas de retorno dos anos finais (6º ao 9º), Ensino Médio, Ensino Profissionalizante e Educação de Jovens e Adultos (EJA) vão ser definidas em uma reunião com as equipes diretivas das escolas dos municípios da 6ª CRE. O encontro realizado a partir das 17h30min desta quarta-feira, quando mais detalhes serão definidos. 

A expectativa do coordenador é de que o tempo entre o chamamentos dos anos seja em média três dias. "Por exemplo, se os anos iniciais retornam na segunda-feira, dia 3, os anos finais poderão retornar no dia 6. Vamos cuidar que o retorno seja gradativo, para a organização das escolas e cuidado para que nunca ultrapasse os 35% da capacidade das instituições", explica. Outro cuidado que será comentado na reunião é sobre a prioridade de retorno dos alunos com defasagem de conhecimento, de conexão com a internet, de aparelhos eletrônicos e aqueles em vulnerabilidade social, por conta da alimentação disponibilizada nas escolas.

Segundo o coordenador, o chamamento dos professores para organização das aulas deve ser feito até a sexta-feira. Além disso, as instituições farão a higienização das escolas e as readequações necessárias para a melhor recepção dos estudantes. Os pais que não desejarem enviar os filhos às escolas, conforme Moura, poderão optar pela continuidade das aulas remotas ou com entrega de materiais. "Faremos contato com os pais, pois não há obrigatoriedade dos alunos retornarem. Se o pai entender que o filho não vai retornar, ele procura a unidade da escola e preenche o documento para isso", salienta.

De acordo com Moura, embora o retorno seja possível, a 6ª CRE destaca que a situação pandêmica ainda precisa ser considerada. "Não é porque estamos em bandeira vermelha que tudo acabou. As escolas irão receber os alunos com todos os EPIs necessários. Vamos cuidar os horários de entrada e saída", diz. Além disso, no caso da disciplina de Educação Física, haverá o cuidado para que não ocorram aglomerações. "Os professores podem até levar os alunos para alguma prática, desde que não haja contato físico entre os estudantes. Ginástica laboral, por exemplo, num exercício individual, poderá ocorrer, assim como o ensino teórico em sala de aula", explica.


Foto: Freepik
Alunos voltarão para as escolas a partir de segunda-feira
Alunos voltarão para as escolas a partir de segunda-feira