FC Santa Cruz vive expectativa da estreia na Segundona


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 18/04/2021 14:00

Esportes   FUTEBOL

O ano será marcante para o Futebol Clube Santa Cruz. Sobre isso não há dúvidas. Não fosse a precoce eliminação do Galo na Copa do Brasil, jogo em que o alvinegro mostrou superioridade dentro das quatro linhas sobre o Joinville, de Santa Catarina, o time teria ainda mais este desafio. A primeira participação do Galo na Copa infelizmente foi interrompida bruscamente e com um sentimento de desejo pela vitória, coisas do futebol. Era momento de levantar a cabeça e seguir a luta, pois ainda neste ano viriam a Recopa Gaúcha, que envolve o campeão da Copinha e do Gaúchão, portanto o Grêmio. E a Segunda Divisão do futebol gaúcho, interrompida no ano passado após o início da pandemia e principal objetivo do alvinegro para seguir na caminhada pela volta à elite.

No que diz respeito à preparação, quase um mês se passou desde a eliminação. Não era o que os jogadores, a comissão técnica e a direção queria, mas como tudo tem estado à mercê de mudanças, a Federação Gaúcha de Futebol (FGF) confirmou que o Galo, que inicialmente estrearia no dia 4 de março, teve o primeiro jogo adiado na Segunda Divisão. As medidas foram confirmadas pelo presidente da FGF, Luciano Hocsman, em nota no dia 24 de março. Na oportunidade a entidade considerou “as constantes adaptações das diretrizes sanitárias em virtude da pandemia da Covid-19” e as “dificuldades enfrentadas pelas equipes para realizar treinamentos em virtude do momento vivido”. A Federação adiou o início para este domingo, dia 18.

Questionado pela reportagem, o presidente do Futebol Clube Santa Cruz, Tiago Rech, confirmou que o início da competição depende não só da vontade dos clubes, como também dos protocolos do Governo do Estado. Segundo ele, somente após a publicação no Diário Oficial do Estado (DOE) dos novos protocolos, autorizando os jogos, será possível marcar a data da estreia. A Federação articula e os clubes vivem a expectativa de que as medidas sejam publicadas nesta sexta-feita (16).

Quem também vive a expectativa da estreia são os jogadores e a comissão técnica. Sem pisar em um gramado para um jogo oficial desde a fatídica eliminação da Copa do Brasil, o atacante Laion da Silveira Rodrigues, de 21 anos, não esconde a ansiedade em falar da possibilidade de voltar a campo. “A expectativa é a melhor possível. Estamos muito ansiosos aqui no Clube  para que este primeiro jogo ocorra logo, porque estamos há quase um mês só treinando. Sabemos qual o nosso dever neste campeonato e vamos lutar por ele. O acesso é nosso primeiro objetivo. Sabemos que o Novo Horizonte vai ser um adversário dificílimo, assim como já foi na Copinha, no ano passado, mas estamos preparados e muito bem treinados, tanto na parte física como na parte técnica. Esperamos que comece logo este campeonato, porque estamos todos ansiosos para conseguir o acesso”, comenta.

Outro personagem da história recente do Galo que também se mostra esperançoso com o início do campeonato é o técnico Wiliam Campos. Depois de figurar dentro da área dos adversários, levando consigo a responsabilidade de marcar gols, agora o treinador honra o que aprendeu com o pai, Beto Campos, falecido em 2018. “A expectativa é a melhor possível. Voltar a competir valendo os três pontos, que é o que a gente precisa agora. Depois de toda a preparação que tivemos, de bons amistosos, um jogo valendo, depois de uma Copa do Brasil que foi uma grande partida. Fizemos um grande jogo e merecíamos ter passado de fase. É importante potencializarmos o que temos feito de bom nestes jogos, e também deu tempo da gente corrigir alguns erros, que são normais. Um trabalho muito bem feito na parte física, tática e técnica. Acredito que já passou do momento de termos uma sequência de jogos valendo. Chegamos forte para estreia, com a base de time que a gente vem mantendo, não vai sair muito disso, em cima da nossas características  e estratégias que temos utilizados nos jogos. Então acredito que a gente vai chegar muito forte, centrado e concentrado”, destaca.

Campos, que já viveu a estreia em inúmeras competições, também conta que o momento é de nervosismo para todos, principalmente pelo fato de saber como será a reação do time dentro de campo. “Uma estreia nunca é fácil, bem pelo contrário, uma estreia sempre é complicada, ainda mais fora de casa. A gente precisa estar atento a todos os detalhes, colocar em prática tudo o que a gente trabalhou e principalmente competir muito. Precisamos nos entregar ao máximo, porque a competição exige isso, estamos bem cientes do que precisa ser feito e esperamos que os atletas coloquem em prática o que for necessário para entrarmos em campo e representar muito bem a camisa do Santa Cruz. Isso é o que vamos buscar sempre. Queremos também os três pontos, que é o que precisamos fazer sempre que entramos para alguma partida. Espero que dê tudo certo”, finaliza.

Apesar de ainda não haver uma data para a estreia do Futebol Clube Santa Cruz na Segunda Divisão do futebol gaúcho, o Galo já sabe que enfrentará o Esporte Clube Novo Horizonte, de Esteio. A primeira partida ocorre na casa do adversário. De acordo com a direção do Galo, se houver a confirmação dos protocolos pelo Governo do Estado ainda hoje, o alvinegro deve estrear ainda no meio da próxima semana na competição. Isso porque não haveria tempo hábil para a realização dos testes de coronavírus nos atletas e membros da comissão técnica. Além disso, a Federação Gaúcha ainda exige protocolos de distanciamento durante as viagens. O público não poderá entrar nos estádios.


Foto: Vinicius Schubert/Divulgação/FC Santa Cruz
Após eliminação na Copa do Brasil e período de preparação, Galo espera entrar em campo e mira Acesso
Após eliminação na Copa do Brasil e período de preparação, Galo espera entrar em campo e mira Acesso