Procura pela vacina registra pouco movimento na manhã deste sábado em Santa Cruz


Por: Portal Arauto
Fonte: Portal Arauto e Assessoria de Imprensa
Publicado 13/02/2021 11:58
Atualizado 13/02/2021 12:16

Geral   EM ALERTA

Idosos acima de 85 anos devem seguir procurando os pontos de vacinação para receber a primeira dose do imunizantes contra a Covid-19 neste final de semana. Como a movimentação foi menos intensa na manhã deste sábado (13), a Secretaria de Saúde emitiu um alerta, recomendando para que o grupo prioritário se imunize o quanto antes em qualquer um dos três pontos disponíveis, enquanto durarem os estoques.

Além do ponto fixo no Centro Materno Infantil (Cemai), que atende das 8h às 12h e das 13h às 17h, há dois pontos no formato drive-thru: no Parque da Oktoberfest - em frentes às casinhas da Vila Típica e com entrada pelo portão 7 - das 8h às 12h e das 13h às 17h e também em frente à Secretaria da Saúde, na Rua Ernesto Alves, das 8h às 17h, sem fechar ao meio-dia.

De acordo com o coordenador do setor de Imunizações da Sesa, Róger Peres, até ontem mais de 870 idosos com idade acima de 85 anos já haviam sido vacinados. O objetivo de estender a vacinação pelo fim de semana e ainda na segunda e na terça de carnaval é facilitar o acesso dessa parcela da população que em sua maioria depende de familiares para o deslocamento. “Durante a semana os cuidadores trabalham e muitos também no sábado pela manhã, então acreditamos que à tarde tenhamos um movimento maior”, disse ele.

Vacinação de idosos acamados

Devido à fraca procura pela vacina no turno da manhã, uma equipe de profissionais foi destacada para a vacinação de idosos acamados. Em uma residência da área central três idosos receberam as vacinas na mesma ocasião. Dona Urmanzina da Cunha, 97 anos, seu Valdemar Zanetti, 86 anos, e dona Neida Zanetti, 77 anos, essa última responsável pelos cuidados da mãe e do marido. “Eu já tava muito ansiado, nunca chegava a hora”, contou aliviado seu Valdemar ao receber a vacina. Já dona Neida estava sentindo alívio, especialmente pela mãe. “A gente se cuida, quase não saio de casa, já vieram até aqui fazer o teste e ninguém teve a doença, mas a gente fica com receio, principalmente pela mãe”, contou.

Secretária de Saúde avalia imunização de forma positiva no município

Questionada sobre o andamento da vacinação no município, a secretária municipal de Saúde, Daniela Dumke, avaliou as ações realizadas até o momento como positivas. “Santa Cruz está muito organizada, estamos conseguindo atender de forma tranquila. À medida que as doses estão chegando vamos definindo as estratégias. Estamos recebendo gradativamente as vacinas e conseguindo avançar nos grupos,  o que é bom porque também não podemos gerar aglomerações”, disse.

A secretária faz ainda questão de ressaltar que o município está seguindo as orientações do Estado na ordem de grupos prioritários. “Nós obedecemos esta ordem de prioridade que vem de cima. Seguimos os critérios definidos pelo Ministério da Saúde e pelo Estado. Mas o importante é dizer que todos terão o seu momento, é só ter calma que a vacina vai chegar”, afirmou.

Com relação a possíveis resistência de parte da população à vacinação, Daniela informa que a secretaria planeja novas ações par conscientizar a comunidade. “Não há nenhum relato de efeitos graves decorrentes da vacina. Todos que recebem a dose são orientados a entrar em contato com a Vigilância caso apresentem algum sintoma mais forte, mas não há casos, a vacina é segura. Na verdade, a vacina hoje é o que nos traz a esperança de em breve podermos voltar a ter a vida normal que tínhamos antes”, conclui.


Foto: Luiz Fernando Bertuol
Vacinação segue aos idosos acima de 85 anos em Santa Cruz
Vacinação segue aos idosos acima de 85 anos em Santa Cruz

Foto: Luiz Fernando Bertuol
Ponto drive-thru em frente à Secretaria da Saúde atende sem fechar ao meio-dia
Ponto drive-thru em frente à Secretaria da Saúde atende sem fechar ao meio-dia

Foto: Luiz Fernando Bertuol
Manhã também foi marcada pela vacinação dos idosos acamados
Manhã também foi marcada pela vacinação dos idosos acamados