Preparação para a chegada da Páscoa já iniciou em Vera Cruz


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 07/02/2021 16:00
Atualizado 07/02/2021 16:20

Geral   PREPARAÇÃO PARA A PÁSCOA

Após um Natal em que o Papai Noel teve que se manter um pouco distante em razão da pandemia, chega a hora do Coelhinho da Páscoa entrar em ação. No entanto, assim como na comemoração alusiva ao nascimento de Cristo, a Páscoa terá de ser celebrada de maneira um pouco mais tímida.

Em Vera Cruz, já é tradição as belas e criativas decorações em datas comemorativas estarem embelezando as repartições públicas municipais. A principal referência é a Praça José Bonifácio, ponto de encontro de famílias, jovens e da criançada, que aproveitam as tardes e noites para desfrutarem do ambiente produzido pelos funcionários públicos. Neste 2021 que se inicia, os trabalhos já estão a todo vapor para que a comunidade vera-cruzense possa desfrutar de momentos de lazer e diversão na busca de um clima com mais animosidade, em tempos tão difíceis como o atual, que o mundo todo tem enfrentado.

Atrações

De acordo, com o secretário de Cultura, Turismo, Esporte, Lazer e Desenvolvimento Econômico, Rafael Moraes, uma data base para a abertura da Páscoa já está definida: 21 de março. No entanto, ele reforça que ainda é necessário observar qual será a situação da pandemia conforme for se aproximando a data. Em caso de melhora no cenário, não está descartada a retomada da famosa casa temática, considerada um dos pontos altos do evento.

Enquanto a situação não melhorar, a programação seguirá semelhante a que foi realizada no Natal, com a abertura juntamente com o FelizCidade. No geral, a Praça terá o seu interior decorado com a presença do pórtico utilizado no ano passado e quatro pergolados para que os visitantes possam fazer registros e apreciar as decorações. Nas estações, os temas serão voltados a personagens já conhecidos desta época, como coelhinhos, chocolates, cenouras, ovos, doces, entre outros. Ainda, lagos, bosques e jardins serão criados para causar uma percepção ainda mais realística dos ambientes.

Dom de inovar

Quem vê tudo pronto, talvez não saiba o trabalho que é realizado até a finalização das decorações. Uma das mãos talentosas envolvidas nos projetos é a da artesã Glegir da Silva, que coordena a oficina de artesanato de Vera Cruz. Estando envolvida há cerca de quatro anos na área, a artesã trabalha em conjunto com o artista plástico Fernando Garibaldi para dar vida aos mais diferentes cenários e decorações.

Em 2020, a Páscoa passou em branco no município em função da pandemia, que estava começando a afetar a região, gerando uma onda de medidas restritivas para evitar a disseminação do vírus. Agora, com a situação caminhando para um cenário mais positivo, Glegir aguarda ansiosamente para que as suas criações possam estar exibidas nos ambientes. “Espero que seja possível pelo menos  decorar os espaços públicos, pois seria uma forma de trazer alegria para aqueles que visitam”, ressalta a artesã.

Glegir ainda revela que as conversas visando a realização das decorações tiveram início nos primeiros dias deste ano através de reuniões com toda a equipe da Secretaria de Cultura, para alinhar o que seria realizado. A expectativa é começar a decorar as repartições públicas e a praça entre os dias 15 e 19 de março, para que tudo esteja pronto para o domingo de abertura.

Reutilização de materiais

Ser criativo tem se tornado uma das características fundamentais nas últimas décadas. Para Glegir, a criatividade faz parte do seu trabalho diariamente. No setor em que exerce os seus serviços, quase tudo é reaproveitado, desde os menores retalhos de tecido  até brinquedos de escolas que foram desativadas.

Além disso, tudo o que sobra de outras festividades é avaliado e organizado para poder ser usado em futuras decorações. A artesã até brinca ao lembrar dos anjos que produziu em anos anteriores, e que no Natal passado se transformaram em novos personagens. “Tudo que está em bom estado a gente utiliza. No ano passado, peguei alguns bonecos que eram anjos e transformei em Maria e José”, relembra a artesã, que afirma estar de portas abertas o espaço para  doações de latas, garrafas, cestas, tecidos, entre outros materiais reutilizáveis.

Agora, a corrida é contra o relógio para que tudo fique pronto até o dia 21 de março, que provavelmente será a data de abertura da Páscoa no município. Realizada, Glegir revela ser feliz naquilo que faz e espera que a decoração agrade a comunidade. “Para mim é gratificante poder fazer artesanato, pois isso traz alegria às pessoas, que acabam registrando estes momentos com fotos”, finaliza. 


Foto: Gabriel Fuelber/Jornal Arauto
Glegir tem se empenhado na produção de artesanato voltado para a Páscoa
Glegir tem se empenhado na produção de artesanato voltado para a Páscoa