Bolsonaro diz que governo suspendeu compra de seringas até que "preços voltem à normalidade"


Por: Portal Arauto
Fonte: Uol
Publicado 06/01/2021 11:17
Atualizado 06/01/2021 11:22

Geral   EM REDE SOCIAL

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta (6), que o Ministério da Saúde suspendeu a aquisição de agulhas e seringas "até que os preços voltem à normalidade". Sem apresentar detalhes, ele acrescentou que os estados e municípios têm estoques do material para o início da imunização no Brasil. "Como houve interesse do Ministério da Saúde em adquirir seringas para seu estoque regulador, os preços dispararam e o MS suspendeu a compra até que os preços voltem à normalidade", disse em uma rede social. 

O presidente também destacou que o Brasil consome 300 milhões de seringas por ano e que é um dos maiores fabricantes desse material. 

Na semana passada, o Ministério da Saúde fracassou na primeira tentativa de comprar seringas e agulhas para a imunização. Dos 331 milhões de unidades que a pasta tem a intenção de comprar, só conseguiu oferta para adquirir 7,9 milhões no pregão eletrônico. O número corresponde a cerca de 2,4% do total de unidades que desejava adquirir. Para os fabricantes, os preços apresentados pelo governo estavam "extremamente defasados da realidade". 


Foto: Wilson Dias/Agência Brasil/ Divulgação
Presidente afirmou que a compra do produto está suspensa até que "os preços voltem à normalidade"
Presidente afirmou que a compra do produto está suspensa até que "os preços voltem à normalidade"