O que está nos planos dos vereadores de Vera Cruz não eleitos


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 01/01/2021 15:00

Geral   LEGISLATIVO

A partir de 1º de janeiro apenas três cadeiras serão mantidas na Câmara de Vereadores de Vera Cruz, sendo ocupadas por Flávio Schunke (PDT), Mártin Nyland (PTB) e Ludwig Conrad (PSB). Porém, para os vereadores que se candidataram a vagas no Legislativo ou Executivo, mas não se elegeram, ou àqueles que não concorreram neste pleito, o 2021 será tempo de recomeçar, rever projetos ou até mesmo de apostar em novas áreas. Pensando nisso, o Grupo Arauto questionou a eles: o que farão a partir do próximo ano? 

Com duas décadas de dedicação ao Legislativo, sendo 11 vezes presidente da Casa, Waldir Justmann (MDB), o Peda, buscou a eleição como vice-prefeito de Rosane Petry neste pleito. Após a decisão nas urnas, o atual presidente da Câmara seguirá exercendo a função de motorista junto à Prefeitura. Com experiência e já tendo atuado à frente da Secretaria Municipal de Saúde e Meio Ambiente e assumido a Prefeitura em 2013, na ausência do prefeito e do vice, continuará desenvolvendo trabalhos em prol da comunidade. Peda não descarta concorrer a uma vaga no Legislativo ou no Executivo nas eleições de 2024.

Para dar oportunidade aos novos nomes do MDB, o atual vice-presidente da Câmara, Dalvo Pedro Wink, não buscou a reeleição neste pleito. Mesmo assim, Dalvo, que soma seis mandatos no Legislativo, além de já ter assumido a pasta de Agricultura, continuará ligado à política, já que estuda possibilidades para isso. “Sou vice-presidente da executiva do MDB e quero me colocar à disposição do partido, dos vereadores eleitos e da comunidade”, explica ele, que também irá se dedicar à agricultura.

 Continuar ligado à política também está nos planos do vereador Marcelo Rodrigues de Carvalho (PTB), que exerceu o primeiro mandato. Segundo ele, entre as prioridades está buscar recursos através dos deputados do partido, como já vinha fazendo. Além disso, seguirá atuando como corretor de imóveis. Marcelo não descarta concorrer ao Legislativo novamente em 2024. 

Única representante mulher neste mandato, Maria de Fátima Gomes dos Santos (PP), revela que em 2021 seguirá os trabalhados frente ao Grupo das Marias, bem como realizando o grupo Mulheres em Ação, que visa sanar os anseios da comunidade vera-cruzense. Maria de Fátima afirma que estuda novas oportunidades de trabalho, mas que ainda não pode revelar do que se trata. Quanto a concorrer às eleições novamente, a vereadora, que está no segundo mandato, diz ainda não ter pretensões.

No próximo ano, José Adroaldo da Silva (MDB), o Feijão, seguirá se dedicando ao trabalho como comerciante e ao cultivo do tabaco. Segundo ele, também poderá dar mais atenção à família, ao mesmo tempo em que não deixará de estar conectado à política e ao partido. Feijão conquistou por três vezes a suplência na Câmara e uma vez a eleição, além de já ter assumido o cargo de subsecretário na Secretaria Municipal de Obras, Saneamento e Trânsito.

Com recorde de mandatos, sete no total, José Abrelino da Silva (PSB) se despede neste ano da Câmara e da vida pública, passando a se dedicar mais à família, principalmente no cuidado com os netos. “É momento de descanso, de curtir a família, mas mesmo assim, sei que de alguma forma estarei ligado aos acontecimentos e à comunidade”, frisa.

Horst Frederico Schuch (PP) também não vai mais ocupar uma cadeira no Plenário Ervino Schaefer a partir de 2021. Contudo, o vereador, que já passou três vezes pelo Legislativo, revela que a atuação como empresário do ramo de transportes e terraplanagem segue no próximo ano, mas sem deixar de pensar nas próximas eleições municipais.

Assim com os demais companheiros, Eduardo Viana frisa que continua à disposição do partido, o PTB, em 2021. Eduardo, que foi candidato a prefeito nas eleições de novembro deste ano, ressalta que não descarta novas oportunidades e desafios em outras áreas. O vereador atuou de 2008 a 2020 na Câmara, já tendo assumido as secretarias de Desenvolvimento Social e Desenvolvimento Econômico.

PREFEITO E VICE-PREFEITO

Nesta quinta-feira o prefeito de Vera Cruz, Guido Hoff, encerra um ciclo na vida pública e inicia outro, a partir de 2021, dedicado mais à vida pessoal e à família. Mas e quanto aos planos do atual vice-prefeito, Alcindo Iser? Ele, que nas eleições de novembro concorreu a uma cadeira no Legislativo, afirma que continuará ligado à política, mas de uma forma mais tranquila. “Quero cuidar mais da minha vida pessoal e como presidente do PTB continuar a reforçar o partido. Teremos três vereadores na Casa e vamos continuar nosso trabalho pela comunidade”, revela. Alcindo salienta que nos últimos anos manteve suas atividades como agricultor e comerciante no município e, desta forma, também será a partir de 2021. Na política, já são mais de 15 anos de atuação, passando pelos cargos de assessor parlamentar na Assembleia Legislativa, secretário de Agricultura e, atualmente, vice-prefeito. 


Foto: Jornal Arauto / Taliana Hickmann
Vereadores planejam estar mais perto da família em 2021
Vereadores planejam estar mais perto da família em 2021