Vera Cruz fechará as contas no azul


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 31/12/2020 16:14
Atualizado 31/12/2020 16:15

Geral   SALDO POSITIVO

Marcado como um ano desafiador em todos os sentidos, 2020 fez com que os gestores  públicos tivessem que apertar os cintos nas despesas para garantir um equilíbrio financeiro para o fechamento das contas municipais.

Em Vera Cruz, o secretário  Municipal de Planejamento e Finanças, Marcos Ivan dos Santos, afirma que com o início da pandemia, a Administração Municipal estava assustada com a perspectiva de queda nas receitas. No entanto, com ajuda do Governo Federal, houve um incremento de recursos para Estados e Municípios, visando cobrir as quedas nas receitas e ajudar a custear as despesas com atendimento da população que procurava a rede pública de saúde, devido ao coronavírus.

Desta forma, os auxílios com recursos federais se tornaram o principal suporte para o enfrentamento da pandemia nos municípios. Em Vera Cruz, praticamente todas as receitas extraordinárias decorrentes da pandemia vieram através do Governo Federal. Cerca de R$ 3.503.436,51 foram repassados ao Município para compensar as quedas - no Fundo de Participação dos Municípios (FPM), Imposto Sobre Serviços (ISS) e Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) - que ocorreram pela paralisação da economia. Ainda, foram destinados R$ 208.405,49 da Lei Aldir Blanc para repassar às entidades culturais e aos artistas que foram prejudicados pela pandemia e R$ 1.900.384,82 referente a atendimento à saúde, específico para coronavírus.

GESTÃO EQUILIBRADA

Conforme Marcos Ivan dos Santos, desde o início da gestão do Prefeito Guido Hoff houve um trabalho focado na economia de recursos, diminuindo despesas com aluguéis, número de secretários reduzido consideravelmente, substituição de máquinas e caminhões antigos por uma frota nova, implantação de posto de combustível próprio no parque de máquinas.

Para a próxima gestão, a perspectiva é boa. “A avaliação é extremamente positiva, muitas melhorias e conquistas para as futuras gestões, redução de gastos fixos, atração de várias empresas importantes. O prefeito Guido entregará o município com uma situação totalmente equilibrada, inclusive com superávit financeiro para ser utilizado no próximo exercício”, revela. Apenas com a não realização de eventos, houve uma economia de cerca de R$ 500 mil.

De acordo com o prefeito Guido Hoff, a próxima gestão terá recursos com os quais poderá trabalhar. “Vou deixar em caixa todas as contas pagas e cerca de R$ 4,5 milhões em dinheiro para o Gilson continuar trabalhando”, afirma.

DÍVIDAS

Vera Cruz tem atualmente dívida de R$ 12.360.805,31. Em 2020, o Município conseguiu R$ 8 milhões financiados para realizar obras. Mas até o momento foram recebidos  apenas R$ 1.876.396,13. Pelas obras já estarem em andamento, os R$ 6.123.603,87 restantes já são contabilizados.

SANTA CRUZ DO SUL

 Ainda no início de dezembro, no dia 3, a Prefeitura de Santa Cruz do Sul já anunciava que terminaria o ano com superávit de mais de R$ 10 milhões. Este será o oitavo ano consecutivo que o ex-prefeito Telmo Kirst, morto no último dia 20 de dezembro, fecharia com superávit em seu mandato. De 2013 até 2020, a gestão de Telmo Kirst conseguiu obter cerca de R$ 40 milhões de superávit somando todas as gestões. Na época da divulgação, o ex-prefeito comemorava o resultado obtido durante os seus mandatos. “Deixar entre 10 e 15 milhões de reais em superávit no caixa para o próximo governo é uma honra para um gestor”, ressaltou na época.

VALE DO SOL

Conforme o secretário Municipal de Finanças, Claudeomir Karnopp, a divulgação do balanço orçamentário tem previsão de ser apresentada  apenas na próxima semana. No entanto, o Secretário revela que a expectativa é de haja superávit de R$ 1,2 milhões na gestão de 2020.

 


Foto: Arquivo Jornal Arauto
Administração Municipal comemorou o superávit em meio à pandemia
Administração Municipal comemorou o superávit em meio à pandemia