Saiba como será a sessão que pode culminar na cassação dos investigados do Fura-Fila


Por: Portal Arauto
Publicado 19/11/2020 09:45
Atualizado 19/11/2020 11:38

Política   VERA CRUZ

A Comissão Parlamentar Processante (CPP) instalada para apurar a conduta dos investigados no esquema Fura-Fila julgou procedente as acusações e pediu a cassação do mandato de três vereadores e do atual vice-prefeito de Vera Cruz. A decisão final ocorre hoje (19), a partir das 13h30min, em julgamento no plenário, quando os vereadores votam pela aprovação ou não do relatório.

De acordo com o responsável pelo jurídico da Câmara, Marcelo Schmidt, o rito irá iniciar com a leitura do documento de 82 páginas, produzido pela comissão. Após, cada vereador terá um espaço - se quiser - para falar. Feito isso, a defesa terá até duas horas para fazer sua explanação sobre o caso.

Após o trâmite, ocorrerá a votação - item por item para cada denunciado, individualmente - para saber se houve os crime de Organização Criminosa, Peculato Eletrônico e Improbidade Administrativa. Para a condenação, é preciso de dois terços dos votos da Câmara. Podem ser cassados e perder os direitos políticos ao final do encontro os atuais vereadores Mártin Nyland, Eduardo Viana e Marcelo Carvalho, bem como o atual vice-prefeito, Alcindo Iser, todos filiados ao PTB.

Se a opção for pela cassação, eles perdem de imediato o mandato e ficam inelegíveis pelo período de oito anos. No pleito de domingo, todos concorreram a cargos no Executivo e no Legislativo local, mas apenas Mártin se reelegeu vereador.


Foto: Arquivo/Jornal Arauto
Três vereadores e o atual vice-prefeito do município podem perder o mandato e ficar inelegíveis por oito anos
Três vereadores e o atual vice-prefeito do município podem perder o mandato e ficar inelegíveis por oito anos