Futuro político dos investigados do Fura-Fila será definido quinta-feira


Por: Portal Arauto
Fonte: Grupo Arauto
Publicado 17/11/2020 19:54
Atualizado 17/11/2020 19:55

Geral   VERA CRUZ

A audiência que irá decidir o futuro político dos envolvidos no esquema Fura-Fila de Vera Cruz será nesta semana. O encontro está marcado para quinta-feira (19), às 13h30min, na Câmara de Vereadores do Município. Desde o mês de agosto, a Comissão Parlamentar Processante (CPP) instalada para apurar a denúncia trabalha na oitiva de testemunhas, coletas de provas e formatação do relatório. Conforme o relator, vereador Flávio Schunke, o documento está finalizado e será apreciado no Plenário Ervino Schaefer.

A culminância deste encontro pode ser a cassação do mandato e a perda dos direitos políticos dos atuais vereadores Mártin Nyland, Eduardo Viana e Marcelo Carvalho, bem como do atual vice-prefeito, Alcindo Iser, todos filiados ao PTB. Se a opção for pela cassação, eles perdem de imediato o mandato e ficam inelegíveis pelo período de oito anos. No pleito de domingo, todos concorreram a cargos no Executivo e no Legislativo local, mas apenas Mártin se reelegeu vereador.

De acordo com Flávio Schunke, o documento com 82 páginas deve ser lido por completo no plenário para que depois os itens sejam votados um a um pelos vereadores presentes na sessão ordinária.

O QUE FOI O FURA-FILA

O Fura-Fila foi uma investigação iniciada pelo Ministério Público, que havia descoberto um esquema de beneficiamento de munícipes, seja em consultas médicas, exames, cirurgias e outros, bem como na distribuição de material agrícola. Em dezembro de 2017, dez pessoas foram afastadas de suas funções públicas em Vera Cruz. Tempo depois, o MP remeteu ao Judiciário a denúncia, apontando oito nomes. O processo segue na Justiça. Em agosto deste ano, a denúncia entrou na Câmara de Vera Cruz, abrindo, então, a CPP.


Foto: Arquivo/Jornal Arauto
Câmara de Vereadores vai realizar sessão extraordinária que pode culminar na cassação de parlamentares e vice-prefeito
Câmara de Vereadores vai realizar sessão extraordinária que pode culminar na cassação de parlamentares e vice-prefeito