Regiões precisam ficar duas semanas em vermelho para interromper aulas


Por: Portal Arauto
Fonte: Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Publicado 17/11/2020 17:15
Atualizado 17/11/2020 17:20

COVID 19   DISTANCIAMENTO CONTROLADO

A 28ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado trouxe uma alteração no que diz respeito à abertura das escolas e à manutenção das atividades presenciais nos colégios. A partir desta terça-feira (17), uma semana em bandeira vermelha não indica a interrupção das atividades em uma escola que já esteja aberta. Será necessário que a região ingresse na segunda semana consecutiva em bandeira vermelha para que as escolas não sejam autorizadas a abrir em uma região ou, se já abertas, devam fechar.

Quando a região retomar a classificação de laranja e amarela, as aulas presenciais podem ser retomadas imediatamente naquela semana. Antes, seria necessário aguardar mais uma rodada.

Para exemplicar: nesta 28ª rodada, as regiões de Cruz Alta, Ijuí e Santo Ângelo seguem impedidas de manter atividades presenciais nas escolas, uma vez que foram novamente classificadas como bandeira vermelha. A primeira classificação em vermelho havia sido definida no mapa preliminar da 27ª rodada, vigente entre os dias 10 a 16 de novembro.

O Vale do Rio Pardo está em bandeira laranja e já retomou aulas em parte dos educandários.


Foto: Pixabay/ Divulgação
Regiões precisam ficar duas semanas em vermelho para interromper aulas
Regiões precisam ficar duas semanas em vermelho para interromper aulas