Feed de Negócios

Quase centenária, Padaria Pritsch conquista pela tradição


Por: Portal Arauto
Publicado 17/11/2020 19:25
Atualizado 17/11/2020 19:26

Feed de Negócios   FEED DE NEGÓCIOS

Atire a primeira pedra quem nunca provou ou pelo menos ouviu falar da Padaria Pritsch. Com quase 100 anos de história, a trajetória da empresa é conhecida e reconhecida por cada santa-cruzense ou morador que, ao chegar em Santa Cruz do Sul, provou o irresistível sabor Pritsch. 

Tudo começou em 1929, quando João Adão Pritsch começou a fazer pães para vender para a comunidade. O empreendedor, que cresceu no interior do município, abriu uma pequena loja, no entroncamento da Rua Marechal Floriano e Travessa Tomás. 

Em 1948, a padaria estabeleceu-se no atual ponto, na Rua Marechal Floriano, 1547. Foi nesse local, recheado de histórias, que João Carlos Pritsch cresceu. Desde bebê, acomodado em uma cesta de pães, acompanhou a evolução da empresa até chegar na fase adulta e começar a comandar o espaço. 

Atualmente, após quase um século de muito trabalho e entregas de bicicleta, a pé e de carroça, o espaço é administrado por João Carlos, mas também pelos filhos Jocinei e Vivian Pritsch. O trabalho do trio equilibra a tradição da padaria com a inovação, necessária atualmente. Por isso, quem entra na Pritsch se sente em casa, mas também surpreende-se com novos sabores a cada dia. 

Famosa pela torta de nescau e pelas cucas, a padaria Pritsch é ponto tradicional para leitura do jornal, para saborear um café cedinho da manhã ou reunir-se com os amigos para o saboroso e pioneiro café colonial.

Um super coquetel

O ano é 1978. A irmã de João Carlos, Lucena Grüner - acompanhada do marido Ardilo (in memoriam), viajou para Serra Gaúcha onde deparou-se com um café colonial. Ao retornar para Santa Cruz do Sul, logo recomendou: "Vamos fazer aqui também!". E foi feito, de uma forma adaptada, incluindo aquilo que a comunidade santa-cruzense gosta. "Um super coquetel", descreve Jocinei. 

Por isso, quando pensam no que a padaria Pritsch representa hoje, sempre vão pensar em dona Lucena. Ela que, mesmo aposentada, faz questão de provar e opinar sobre todos as produções da empresa. "Ela dá muita assessoria devido à expertise que tem", detalha Vivian. Experiência de quem viu o passado, vive o presente e se importa com o futuro.


Foto: Arquivo Pessoal
Na histórica foto, João Adão Pritsch em frente à padaria
Na histórica foto, João Adão Pritsch em frente à padaria

Foto: Maiquel Thessing/Grupo Arauto de Comunicação
Jocinei, João Carlos e Vivian Pritsch
Jocinei, João Carlos e Vivian Pritsch