Feed de Negócios

Almejar o crescimento e aproveitar as oportunidades: conheça a trajetória do gerente regional da Quero-Quero


Por: Portal Arauto
Publicado 12/11/2020 19:00

Feed de Negócios   FEED DE NEGÓCIOS

Persistência, determinação, comprometimento e envolvimento com o cliente para fidelizá-lo são, para Fábio Vargas de Oliveira, características essenciais de um vendedor. E foi assim, executando cada passo com foco e almejando crescimento, que ele aproveitou as oportunidades concedidas e hoje, aos 40 anos, atua como gerente regional da Rede Quero-Quero na Vale do Rio Pardo, Região Carbonífera e parte do Vale do Taquari e Caí.

Fábio iniciou a carreira profissional aos 14 anos, trabalhando como menor aprendiz na Caixa Federal por quatro anos. Após, atuou por um ano e meio na farmácia do Sesi e na sequencia, ingressou como vendedor na antiga rede de lojas Fischer. Mesmo muito jovem e começando nas vendas, o potencial de Fábio foi reconhecido e, aos 20 anos, surgiu a primeira oportunidade de crescimento. "Fui convidado para gerenciar a minha primeira loja, no município de Taquari. Sou muito grato até hoje por isso e acredito que não podemos desperdiçar as chances. Pronto, a gente nunca vai estar, mas temos que estar preparados para quando a oportunidade surgir", relembra.

Após a primeira experiência como gerente, Fábio recebeu a oportunidade de fazer um trabalho na Rede Fischer nas demais lojas na região e foi através disso, no ano de 2005, que o jovem começou a trajetórias pelas unidades de Santa Cruz do Sul. Dois anos depois, a Rede Fischer foi comprada pela Quero-Quero e, a partir de então, o colaborador acumula 12 anos de empresa, quatro como gerente da loja na Marechal Floriano, um ano na loja de materiais de construção e quase 7 anos, à frente da região. "A empresa já vinha com a intenção de desenvolvimento e expansão e eu também tinha esse desejo de crescer e aproveitei a oportunidade, porque acredito que você nunca vai ser convidado para um desafio, se alguém não vê que você reúne características e condições para dar conta disso. Tem que estar preparado", considera.

Construção, Eletro e Móveis: os impactos da pandemia que impulsionaram segmentos da empresa

Essa mesma preparação também foi necessária para enfrentar os desafios e dificuldades trazidas pela pandemia do coronavírus. No entanto, apesar de ter atrasado planos e projetos de expansão da Rede de Lojas Quero-Quero, o momento também serviu para se reinventar e redescobrir o potencial da empresa.

Tudo isso, atrelado à mudança do comportamento do consumidor, fez com que os três segmentos da empresa – construção, eletro e móveis - fossem impulsionados. “Antes, as pessoas tinham uma fatia do seu orçamento que usavam para entretenimento, diversão, passeios e, a partir do momento que isso não acabou acontecendo, elas se voltaram muito pra questão do conforto e lazer. Seja para reforma e ampliação, ou pelo próprio modelo do home office, melhorando a questão de mesas para escritório e notebooks. Além disso, podemos citar os estofados, televisão, fogões e vários nichos que destacaram nesse nosso modelo", avalia.

Para 2021, a Rede Quero-Quero deve expandir ainda mais pelo país, com projeção de abertura de seis lojas mensais. E é junto desse crescimento, que o Fábio quer estar. “Daqui há 10 anos, quero estar feliz e fazendo aquilo que gosto, como estou hoje. Quero poder estar na empresa e crescer junto com ela”, pontua o gerente regional.


Foto: Maiquel Thessing/Grupo Arauto de Comunicação
Almejar o crescimento e aproveitar as oportunidades: conheça a trajetória do gerente regional da Quero-Quero