Órgãos de segurança intensificam ações para combater irregularidades nas eleições em Santa Cruz e região


Por: Portal Arauto
Publicado 12/11/2020 06:50
Atualizado 12/11/2020 07:10

Polícia   DE OLHO

As eleições do próximo domingo (15) já têm mobilizado há dias diversos órgãos de segurança de Santa Cruz e região. O objetivo é evitar qualquer irregularidade, como compra de votos, boca de urna e transporte de eleitores no dia da votação. Ações estão sendo intensificadas ainda mais nesta semana e no domingo o objetivo é aumentar a fiscalização.

A Polícia Federal com sede em Santa Cruz do Sul, tem contado com o apoio de policiais militares, e intensificou nesta semana as visitas em municípios da região com o intuito de mostrar a presença policial, além de prevenir irregularidades. O delegado-chefe da Delegacia de Polícia Federal de Santa Cruz, Elton Roberto Manzke explica que no domingo policiais federais irão circular nos pontos de votação de forma discreta e, ainda, será utilizado em dois pontos um drone que pode atingir uma altura de 5 km. O equipamento é uma novidade da Polícia Federal neste ano em todo o território nacional. Caso alguma situação irregular seja flagrada pelo drone, policiais irão até o local e farão a abordagem. Se for necessário, será feita a condução até a Delegacia.

O delegado explica que as ações da PF estarão mais concentradas no domingo em Santa Cruz do Sul, mas os demais municípios da região poderão contar com a Polícia Civil e Brigada Militar que também poderão atuar na fiscalização. 

Operação Avante Eleições

A Brigada Militar também tem realizado um trabalho focado na prevenção de irregularidades relacionadas às eleições. Há duas semanas foi iniciada a primeira fase da Operação Avante Eleições. Nesta semana teve início a segunda fase e no domingo será realizada e etapa final da operação. De acordo com tenente-coronel Giovani Paim Moresco, comandante do 23º Batalhão de Polícia Militar, assim como os policiais federais, a BM também tem realizado visitas a locais onde são realizados os comitês eleitorais, verificando a disposição de materiais em vias públicas, além da compra de votos.

Ainda conforme o comandante, no domingo será realizada uma força-tarefa e todo o efetivo da Brigada Militar estará nas ruas, como policiais do setor de inteligência, Rocam, Força Tática e Patrulhas Ordinárias de Policiamento Ostensivo. Além do policiamento rotineiro nas ruas, a intensificação se dará por meio da fiscalização e visitas nos pontos de votação. "Também vamos trabalhar para evitar as aglomerações, dando apoio às vigilâncias sanitárias e órgãos de saúde", acrescenta. Caso qualquer irregularidade seja presenciada, o indicado é entrar em contato com a Brigada Militar por meio do número de emergência: 190. 

Saiba mais

A compra de voto está apenada em até quatro anos de reclusão. A divulgação de fatos inverídicos está apenada com detenção até um ano. Crimes contra a honra até dois anos de detenção. Dar causa à instauração de investigação policial e de processo judicial, atribuindo a alguém a prática de crime de que o sabe inocente, com finalidade eleitoral, está apenada com reclusão de 2 a 8 anos.


Foto: Brigada Militar/Divulgação
Órgãos de segurança estão mobilizados em virtude das eleições
Órgãos de segurança estão mobilizados em virtude das eleições