Protesto em Santa Cruz pede justiça por Mari Ferrer e mais respeito pelas mulheres


Por: Portal Arauto
Publicado 07/11/2020 15:54
Atualizado 07/11/2020 17:05

Geral   MANIFESTAÇÃO

O modo como a influenciadora digital Mari Ferrer foi tratada durante uma audiência de estupro motivou um protesto na tarde deste sábado (7) em Santa Cruz do Sul. Em um pedido por justiça para a vítima, assim como de respeito por todas as mulheres, moradoras do município reuniram-se na Praça Getúlio Vargas, de onde saíram para uma caminhada pelo centro da cidade.

Conforme a organizadora, Francelli Castro, o principal objetivo da tarde foi apoiar não apenas Mari Ferrer, como também todas que passaram por algum tipo de abuso durante suas vidas. "Por mais que não tenha sido dito estupro culposo, foi basicamente isso o que quiseram dizer. Como se o homem tivesse a estuprado sem intenção. Não podemos nos calar quanto a isso. Quanto mais nos calarmos, mais ficamos de acordo com o que está acontecendo no Brasil", destaca.

Vítimas de violência do municipio, como Ana Paula Sulzbacher e Francine Ribeiro - mortas por homens em pontos turísticos do município, também foram lembradas durante o ato. "Juntas, a gente dá voz a essas meninas que não tiveram a chance de se defender. É preciso que todos entendam: Não é não! A caminhada que organizamos hoje é justamente para as pessoas verem que estamos fazendo algo por nós mulheres, que muitas vezes são desrespeitadas. Os homens esqueceram que nasceram de uma mulher", lamenta.

Com cartazes com frases como "Não ensinem as mulheres a como não serem estupradas. Ensinem os homens a não estuprar"; "Por ti, por mim, por Mari Ferrer e por todas as mulheres"; e "Excelentíssimo, eu estou implorando por respeito" (frase dita por Mari Ferrer durante a audiência), as participantes do protesto seguiram em caminhada pela Rua Marechal Floriano, em direção à Praça da Bandeira. 

Leia mais: Especialistas de Santa Cruz comentam o Caso Mari Ferrer: “Um retrocesso para a busca da igualdade dos direitos das mulheres”