Arauto Saúde: quais são os requisitos para doar sangue?


Por: Portal Arauto
Fonte: Grupo Arauto
Publicado 17/10/2020 08:00

Geral Arauto Saúde   FAZENDO SUA PARTE

Doar sangue, para muitos, é um ato altruísta e que pode salvar vidas. Ao realizar uma doação de sangue, o doador, além de ajudar a quem necessita urgentemente para sobreviver, também se sente com o dever cumprido. O convidado do Arauto Saúde desta semana, o enfermeiro e responsável técnico do Banco de Sangue Hemovida em Santa Cruz do Sul, Cezar Priebe, explica a importância da doação de sangue e esclarece quem pode se tornar um doador. 

Segundo Priebe, pessoas a partir dos 18 anos até os 70 anos incompletos podem se tornar um doador sem o acompanhamento de um responsável. Dos 16 anos aos 18, é indispensável a presença de um responsável legal. Para doar sangue é necessário que a pessoa esteja em ótimas condições de saúde e que não apresente nenhum sintoma gripal, como irritação na garganta ou fazendo o uso de antibióticos ou anti-inflamatórios. Caso o indivíduo se enquadre em uma dessas situações, Priebe frisa que não é o momento correto derealizar a doação. É necessário aguardar por pelo menos de 10 a 15 dias após a ausência dos sintomas para procurar um banco de sangue.

Além disso, o enfermeiro ressalta que pessoas que tenham feito tatuagens recentemente estão inaptas a doar por um ano. Outro fator de inaptidão são os piercings, dependendo do local de aplicação, não é possível fazer a doação. “Na triagem clínica, nós fazemos essas e outras investigações através de uma entrevista. Um médico ou enfermeiro vai avaliar se há outra situação que o impede de ser um doador”, salienta.

Sobre a importância da doação de sangue, Cezar destaca que o nosso corpo necessita de hemácias, plaquetas e fatores de coagulação. Por isso, segundo ele, a resposta é simples: o sangue não tem substituto. “Dependendo da patologia do paciente, ele vai precisar de algum desses hemocomponentes. Por isso, o sangue doado precisa ser fracionado separado para que se intervenha com eles. Cada situação demanda um aspecto, seja nos idosos, pessoas com câncer ou pessoas no pós-acidente ou cirurgia”, exemplifica Priebe. 

O enfermeiro aponta que o sangue tem validade diferente, daí o pedido de doação contínua e diária. Ele ressalta que para atender a um pedido da população, o Hemovida está com atendimento também no primeiro sábado de cada mês, das 8 horas às 12 horas. De segunda a sexta-feira, o horário de atendimento é das 7h30min às 13 horas. “Havendo necessidade, abriremos nos demais sábados também”, complementa Priebe.


Foto: Arquivo Jornal Arauto
Para ser doador é preciso estar em ótimas condições de saúde e não apresentar nenhum sintoma gripal
Para ser doador é preciso estar em ótimas condições de saúde e não apresentar nenhum sintoma gripal