"Vendas online são tendência", diz produtor de hortaliças


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 06/10/2020 11:00

Geral   NA PALMA DA MÃO

Da horta para a internet até a mesa dos consumidores. Agricultores familiares da região têm apostado, cada vez mais, nas redes sociais para impulsionar a comercialização de seus produtos e manter a renda da família. É dessa forma que a família Pritsch, de Rio Pardense, interior de Vale do Sol, tem garantido que a produção de hortaliças chegue às casas dos clientes. A atividade, exercida há mais de 20 anos, precisou se transformar em meio à pandemia do novo coronavírus. E para isso, os aplicativos de conversas têm ajudado.

Como alternativa, a criação de um grupo no WhatsApp – intitulado Verduras Rio Pardense –, foi a escolha da agricultora Laíse Pritsch, de 45 anos. A nova proposta de venda, segundo a produtora, foi posta em prática em setembro, quando, ao observar a quantidade de alimentos que eram jogados no lixo, resolveu dar um pontapé na comercialização online. “Criamos um grupo com algumas pessoas que já conhecíamos, com o intuito de divulgar o que produzimos, pois estávamos perdendo muitos alimentos e não tínhamos mais vendas”, explica.

A família ressalta que a maior parte da colheita das hortaliças era destinada à merenda escolar, através do Programa Nacional de Alimentação, mas por causa da Covid-19, as aulas foram suspensas, e como consequência, os alimentos deixaram de ser destinados às instituições. “Participamos desde o início desse programa, para proporcionarmos mais qualidade na merenda dos alunos. Em função da pandemia, esse ano tudo mudou”, frisa.

Com as feiras tradicionais mais escassas, o consumidor tem optado por garantir a segurança nesse período. “As idas às feiras rurais não são mais preferência. O cliente prefere receber o alimento sem sair de casa”, salienta Laíse. Apesar da nova proposta de venda ainda ser novidade, as demandas têm crescido significativamente nas últimas semanas. “Um cliente fala para um amigo ou vizinho, e assim tem expandido o nosso negócio”, afirma. A ideia da família é levar o projeto adiante. “Vendas online são a tendência”, destaca o esposo de Laíse, Albano Pritsch. “Em geral, é no verão que as demandas aumentam, por isso, pretendemos explorar cada vez mais as redes sociais”, afirma o casal.

A agricultora disponibiliza as hortaliças na terça-feira e as entregas ocorrem na quarta-feira. Entre as variedades oferecidas da propriedade familiar estão alface, brócolis, beterraba, pepino, rabanete, repolho, vagem, rúcula, entre outras verduras. “Estamos sempre apostando em novas cultivares, com o propósito de termos produção o ano inteiro e de oferecermos alimentos diferenciados”.

CATÁLOGO É NOVIDADE

A feirante Alice Noy, de Vera Cruz, destaca que, com a alta procura das cestas de produtos fornecidas por mais de 10 agricultores do município, através do aplicativo de conversa, os produtores criaram um catálogo virtual dos alimentos que estão sendo comercializados na semana. “É como se fosse um cardápio, o cliente escolhe o que ele quer e recebe em casa o pedido”, salienta. Para adquirir a cesta, basta entrar em contato pelo telefone (51) 99953-9017.


Foto Caroline Moreira/Jornal Arauto
Laíse realiza a entrega das encomendas semanalmente em Vale do Sol
Laíse realiza a entrega das encomendas semanalmente em Vale do Sol