Uma grande sala de aula a céu aberto


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 28/09/2020 20:10
Atualizado 28/09/2020 20:15

Geral   ANIVERSÁRIO DE SANTA CRUZ

Assim poderia ser resumido o Sítio Pedagógico Paraíso, na localidade de Rio Pardinho. Um local que cultua e preserva a história, e fazendo isso, atrai turistas para conhecerem ou reconhecerem o passado. A propriedade, comprada de descendentes alemães, teve restaurado o casarão construído em 1890, preservando várias características originais. Mas os elementos que convidam para um passeio ao passado vão além. A cultura germânica está evidente no memorial ao imigrante, uma homenagem à família Waechter, proprietária da área por mais de 100 anos, onde fica o antigo cemitério dos familiares. Também existe um museu de arados a céu aberto, evidenciando a força do trabalho no campo. Mas um atrativo, e que talvez muitos desconheçam, é o bauerngarten, o jardim do agricultor, criado na propriedade.

A gestora do sítio, Leila Stacke, explica que a intenção foi reproduzir a ideia trazida pelo imigrante alemão ao chegar em Santa Cruz. O bauerngarten traz algumas características, como o formato de cruz, com um poço no centro ou uma árvore. Também na cerca, detalhe a cada sétima ripa, um pouco elevada, lembrando do merecido dia de descanso. Na entrada a roseira e os buxos nas laterais revelam um jardim repleto de simbolismos da imigração. No interior, a horta, as flores, plantas medicinais e frutas compartilham o mesmo local, misturadas, em harmonia.

Jardins, plantas, animais e aconchego não faltam no Sítio Pedagógico Paraíso, que faz questão de trabalhar com esse conceito de sala de aula a céu aberto, de aprendizado junto da natureza, especialmente para as crianças, mesmo sendo um espaço de lazer para toda família. Para Leila, é desta forma que pode ser fomentado o turismo: olhando para o passado. “Embora esta história  já se passou há muito tempo, ainda há o que aprender com os antepassados. Creio que diante de todas as questões ambientais que estamos vivendo, temos que resgatar algumas formas de cultivar a terra e viver, sendo parceiros da natureza. Exemplo disso é a horta típica alemã, quantos ensinamentos para colocarmos em prática. Quem não valoriza a história de sua cidade está apagando a sua própria história”, reflete a gestora.


Foto: Carolina Almeida/Jornal Arauto
Sítio Pedagógico Paraíso, na localidade de Rio Pardinho, cultua e preserva a história
Sítio Pedagógico Paraíso, na localidade de Rio Pardinho, cultua e preserva a história