Veja quais escolas estaduais da região atingiram a meta do Ideb em 2019


Por: Portal Arauto
Publicado 17/09/2020 07:20
Atualizado 17/09/2020 07:20

Geral   EDUCAÇÃO

A maioria das escolas estaduais de Santa Cruz do Sul atingiu a meta do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). O indicador - criado pelo Governo Federal - mede a qualidade do ensino nas instituições públicas. A média da 6ª Coordenadoria Regional de Educação (6ª CRE), inclusive, ficou acima da média estadual. 

De acordo com os dados disponibilizados pela 6ª CRE, 14 escolas superaram as metas pelo quinto ano (anos iniciais): CE Monte Alverne, CE Professor Luiz Dourado, EEEB Estado de Goiás, EEEF Bruno Agnes, EEEF Felippe Jacobs, EEEF Gaspar Bartholomay, EEEF Petituba, EEEF Prof. Affonso Pedro Rabuske, EEEM Alfredo José Kliemann, EEEF Sagrada Família, EEEM Ernesto Alves de Oliveira, EEEM Nª Srª do Rosário, EEEM Santa Cruz e EEEM Willy Carlos Fröhlich.

Já no nono ano (anos finais), foram oito escolas: CE Monte Alverne, EEEF Bruno Agnes, EEEF Felippe Jacobs, EEEF Gaspar Bartholomay, EEEF Guilherme Simonis, EEEF Petituba, EEEM Ernesto Alves de Oliveira e EEEM Willy Carlos Fröhlich. No Ensino Médio, quatro instituições superaram a média: CE Monte Alverne, EEEB Estado de Goiás, EEEM Ernesto Alves de Oliveira e EEEM Nª Srª do Rosário.

Mas o que é o Ideb?

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) foi criado em 2007 e reúne, em um só indicador, os resultados de dois conceitos igualmente importantes para a qualidade da educação: o fluxo escolar e as médias de desempenho nas avaliações. O Ideb é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e das médias de desempenho no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). O índice varia de 0 a 10.

A combinação entre fluxo e aprendizagem tem o mérito de equilibrar as duas dimensões: se um sistema de ensino retiver seus alunos para obter resultados de melhor qualidade no Saeb, o fator fluxo será alterado, indicando a necessidade de melhoria do sistema. Se, ao contrário, o sistema apressar a aprovação do aluno sem qualidade, o resultado das avaliações indicará igualmente a necessidade de melhoria do sistema.

O índice também é importante condutor de política pública em prol da qualidade da educação. É a ferramenta para acompanhamento das metas de qualidade para a educação básica, que tem estabelecido, como meta para 2022, alcançar média 6 – valor que corresponde a um sistema educacional de qualidade comparável ao dos países desenvolvidos.

Leia mais: Estado sobe sete posições no Ensino Médio e alcança melhor nota em série histórica no ranking do Ideb


Foto: Freepik
Média da 6ª CRE ficou acima da média estadual nos três níveis avaliados
Média da 6ª CRE ficou acima da média estadual nos três níveis avaliados