Acusado de matar Francine tem pedido de soltura negado pela Justiça


Por: Portal Arauto
Publicado 26/08/2020 15:34
Atualizado 26/08/2020 15:53

Polícia   SANTA CRUZ

O pedido de habeas corpus de Jair Menezes Rosa, acusado de matar a jovem Francine Ribeiro em Santa Cruz do Sul, foi negado nesta terça-feira (25). A solicitação de liberdade, por conta do homem se enquadrar no grupo de risco da Covid-19, foi discutida na 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul. 

De acordo com o advogado de defesa, Mateus Porto, um recurso será encaminhado até sexta-feira ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) em Brasília. Jair Menezes Rosa está preso desde o dia 24 de agosto de 2018, quando foi capturado pela Polícia Civil em Santa Cruz do Sul. Atualmente, ele está recolhido no Presídio Estadual de Candelária.

O homicídio de Francine Ribeiro, no Lago Dourado, completou dois anos no último dia 12. Ela foi espancada, abusada sexualmente e morta após ser atacada durante uma caminhada no ponto turístico do município. 

Relembre: 

Francine morreu por asfixia mecânica, indica perícia

Suspeito da morte de Francine Ribeiro é preso em Santa Cruz


Foto: Arquivo/Portal Arauto
Jair foi preso em 2018, dias após o crime
Jair foi preso em 2018, dias após o crime