Após mais de um ano preso, Paulinho Lersch deixa o Presídio Regional


Por: Portal Arauto
Publicado 26/08/2020 09:16
Atualizado 26/08/2020 10:02

Política   PROGRESSÃO

Após mais de um ano e dois meses preso no Presídio Regional, o ex-vereador de Santa Cruz, Paulo Henrique Lersch, teve o pedido de progressão de regime aceito e agora, cumpre o restante da pena no semiaberto com o uso de tornozeleira eletrônica. A decisão foi publicada na noite desta terça-feira (25), uma semana após a defesa apresentar o documento à Justiça.

De acordo com o advogado Ezequiel Vetoretti, Lersch cumpriu todos os requisitos determinados em lei para alcançar a progressão. "O semi-aberto é um regime que permite o trabalho no horário do expediente e o recolhimento residencial noturno. Importante destacar que Paulo não está recebendo um direito diferenciado, pois diariamente pessoas que cumprem os requisitos exigidos em lei têm o direito deferido", afirmou Vetoretti.

Primeiro alvo da Operação Feudalismo do Ministério Público, Lersch foi preso em junho de 2019 e condenado em janeiro desse ano, a pena de nove anos e sete meses de prisão em regime fechado pelos crimes de concussão (crime de vantagem indevida) e coação (ameaça de testemunhas) durante o processo que investigava uma série de irregularidades praticadas em seu mandato como vereador. Conforme a setença, ele ainda terá que devolver os valores arrecadados por meio da "rachadinha", às ex-servidoras que não recebiam o salário integral.


Foto: Divulgação/Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Sul
Após mais de um ano preso, Paulinho Lersch deixa o Presídio Regional