Crédito rural torna possível sonho da casa própria


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 02/08/2020 07:00
Atualizado 02/08/2020 07:24

Geral   PARA VIVER MELHOR

Morar com conforto é o desejo de muitos, seja no campo ou na cidade. Mas, para diversos produtores rurais, o sonho da moradia ideal fica de lado quando as principais necessidades são investimentos em maquinário e nas produções de pecuária e agricultura. Gertrudes Beatriz Goelzer, o marido Delvane Luiz Zanette e o filho Lucas sabem bem disso. Há 15 anos moram em uma propriedade em Dona Josefa, interior de Vera Cruz, e somente em 2020 puderam se mudar para a casa que tanto desejavam - o que foi possível através do Pronaf Habitação Plano Safra 2019/2020, programa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e com os anos de economia. A iniciativa está em vigor desde julho do ano passado e possibilita financiamento de até R$ 50 mil para construção ou reforma de imóveis na área rural. 

Gertrudes conheceu o programa em reuniões do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável de Vera Cruz, do qual faz parte. Na época, a família, que tem produção leiteira, tinha iniciado a reforma com recursos próprios de uma casa antiga e maior que já existia junto à propriedade, mas que carecia de muitos reparos. “Quando chegamos aqui reformamos todo o espaço onde funcionava o forno e essa se tornou nossa casa por anos. Aí, primeiro investimos nos animais e em maquinário para depois começar a juntar dinheiro para a reforma dessa casa antiga, onde moramos hoje”, revela. Com o desejo de dar continuidade às melhorias no local, em agosto de 2019 Delvane procurou um banco e iniciou as tratativas para o financiamento. “Fizemos os cálculos, o projeto junto à Emater e em dezembro já tínhamos o dinheiro liberado para seguir com as obras”, afirma o produtor. 

Conforme o casal, com o financiamento foi possível finalizar os acabamentos, além de pagar boa parte da mão de obra e fazer as aberturas. “Esse valor fez muita diferença porque a gente pôde finalizar toda a reforma e ainda usar parte de nossas economias para a compra da mobília. Do contrário, teríamos que esperar mais alguns anos para isso e muita coisa ia ficar de fora”, explica Gertrudes. A mudança para a casa nova ocorreu em 28 de abril deste ano. “Hoje temos muito mais qualidade de vida e os espaços são maiores. A casa de antes era boa, mas tínhamos alguns problemas com o material com que foi construída e a pouca luminosidade. Por isso, nosso sonho sempre foi reformar a casa antiga e morar nela, buscando mais conforto e também pela representatividade histórica dela”, completa a produtora. 

NA REGIÃO
De julho de 2019 a maio de 2020 foram financiados R$ 400 milhões através do Programa, beneficiando oito mil famílias agrícolas do país. Só na região, 272 projetos foram elaborados desde agosto do ano passado, investimento que corresponde a mais de R$ 10 milhões, conforme dados da regional da Emater/Ascar de Soledade – que abrange os municípios do Corede do Vale do Rio Pardo. Destes, 10 propostas são de famílias agrícolas de Santa Cruz do Sul, com recursos na ordem de R$ 480 mil, outros 12 de Vera Cruz – incluindo a família de Gertrudes - totalizando mais de R$ 435 mil em investimentos, e sete de Vale do Sol, com mais de R$ 292 mil financiados. Devido ao sucesso, o programa será mantido no Plano Safra 2020/2021 (confira no quadro) e entre as novidades está a redução da taxa efetiva de juros de 4,6% para 4%.

QUEM PODE SE BENEFICIAR
Podem se valer da iniciativa agricultores familiares que devem apresentar como documento de comprovação de renda a Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (DAP), bem como os trabalhadores rurais, que têm de apresentar documentação comprobatória da renda formal ou informal. Estes serão enquadrados em diferentes categorias, conforme a renda: famílias com renda bruta anual até R$ 17 mil, de R$ 17 mil a R$ 33 mil e de R$ 33.000,01 a R$ 78 mil. Sendo a DAP fundamental para a inserção neste e em outros programas, as entidades representativas dos agricultores familiares da região reforçam aos produtores a importância de mantê-la sempre em dia. 

SAFRA 2020/2021
Na safra 2020/2021, o Programa Pronaf Habitação terá mudanças, entre elas, o incentivo a sucessão rural nas famílias e a permanência dos jovens no campo. Isso porque, além dos produtores, seus filhos também poderão se beneficiar com o financiamento. Além disso, está prevista linha de financiamento de R$ 500 milhões com taxa de juros de 4%.


Foto: Jornal Arauto / Taliana Hickmann
Gertrudes exibe com orgulho a entrada da casa nova
Gertrudes exibe com orgulho a entrada da casa nova