Venâncio decreta situação de emergência em virtude de enchente do Rio Taquari


Por: Portal Arauto
Fonte: Assessoria de Imprensa
Publicado 27/07/2020 13:00
Atualizado 27/07/2020 13:09

Geral   ENCAMINHADO

Há três semanas o distrito de Vila Mariante e áreas da Estância Nova foram inundadas pela já considerada maior enchente das últimas seis décadas na região, atingindo cerca de 1, 5 mil famílias. Com níveis acima da normalidade, o Rio Taquari ultrapassou a sua marca histórica de aproximadamente 21 metros e transbordou atingindo todas as ruas do perímetro central de Mariante e outras seis localidades do 2º Distrito. No 9º Distrito foram mais três regiões, totalizando 11 áreas atingidas pela enchente.

Nesta sexta-feira (24), após dias de trabalho em campo mapeando as diversas áreas atingidas e inúmeros pontos de estragos acumulados, o Executivo Municipal oficializou o Decreto Nº 7.167 de Situação de Emergência para a enchente de Mariante, causada pela ocorrência de fortes chuvas que atingiram o município e regiões altas do Rio Taquari desde o dia 7 de julho.

Com base nos laudos emitidos pela Defesa Civil de Venâncio Aires, conjuntamente pelas Secretarias de Segurança Pública, Planejamento e Urbanismo, Desenvolvimento Rural – em parceria com as Secretarias Municipais de Meio Ambiente e Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisp) e o escritório local da Emater/Ascar-RS –, os danos chegam a R$ 1.106.632,45.

Foram avaliados R$ 292.827,45 em prejuízos decorrentes de danos estruturais em pontes, ruas e estradas, bueiros e canalizações, paradas de ônibus e calçamentos. E para as áreas de agricultura e pecuária em geral foram calculados R$ 813.805,00 entre perdas de insumos, animais e plantações.

A Defesa Civil protocolou ainda, junto a Secretaria de Planejamento e Urbanismo com destino para a Secretaria de Fazenda, uma atualização do mapa das regiões atingidas pela enchente para que sejam revistos os terrenos inundáveis para que possam receber também a isenção de 40% do IPTU, conforme o Código Tributário vigente no Município.

A partir do Decreto e da homologação pelo Estado e Governo Federal, em média de 30 dias será possível movimentar a conta vinculada ao FGTS das famílias atingidas. Com o reconhecimento do Decreto, Venâncio Aires agora busca auxílio federal para suprir os prejuízos causados e deixados pela enchente. 


Foto: Leandro Osório