Semestre encerra com menos furtos em Santa Cruz do Sul


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 14/07/2020 18:58
Atualizado 14/07/2020 19:02

Geral   CRIMINALIDADE

489. Esse foi o número de furtos registrados em Santa Cruz do Sul no primeiro semestre de 2020. Na comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram 894, a queda é de aproximadamente 45%. Os dados são da Secretaria Estadual da Segurança Pública e disponíveis para consulta. Outros indicadores apontam melhora no município, como o furto de veículos, que teve 207 registros nos primeiros seis meses de 2019 e 80 em 2020 - aqui, a retração é ainda maior: de aproximadamente 60%. O que não diminuiu, pelo contrário, teve aumento significativo, foi o estelionato. 252 registros foram feitos de janeiro até junho deste ano. No ano passado, foram 126. A elevação pode estar atrelada à pandemia, em que as pessoas passaram a utilizar mais dispositivos eletrônicos e caído em golpes virtuais - o assunto foi tratado recentemente em matéria do Jornal Arauto.

Em Vera Cruz, os dados da criminalidade apontam também queda em furtos, abigeato, furto de veículo e roubo. A diminuição é de aproximadamente 70% nos roubos e nos furtos de veículo (veja os números absolutos abaixo). Em Vale do Sol, porém, apenas o número de abigeatos caiu. Os demais indicadores ou tiveram aumento ou permaneceram como no ano anterior. Tanto em Vera Cruz, quanto em Vale do Sol, o índice de estelionato cresceu.

HOMICÍDIOS
Em Santa Cruz, a violência contra a vida aumentou. Foram 10 homicídios no primeiro semestre de 2019 e 13 neste ano. Essa, porém, não  é realidade do Estado. Na semana passada, o Governo divulgou os dados que apontam queda de 21,9% nos homicídios de junho. O Rio Grande do Sul  fechou o semestre abaixo de mil mortes pelo segundo ano seguido. Enquanto houve 987 vítimas de assassinato nos primeiros seis meses do ano passado, foram 901 no semestre inicial de 2020.

Só neste ano, mais de 21 mil veículos já foram abordados
Só neste ano, mais de 21 mil veículos já foram abordados (Foto Arquivo Jornal Arauto)