Depoimentos do processo que pode cassar o mandato de André Scheibler iniciam hoje


Por: Portal Arauto
Publicado 14/07/2020 06:22
Atualizado 14/07/2020 06:41

Política   CÂMARA DE SANTA CRUZ

A Comissão Parlamentar Processante (CPP) instaurada na Câmara da Vereadores de Santa Cruz para apurar a denúncia do Ministério Público (MP) contra o vereador André Scheibler (PSD), inicia as oitivas do processo que pode culminar na cassação de mandato do parlamentar nesta terça-feira (14). Durante toda essa semana e em mais três dias da próxima, vão ser colhidos os depoimentos de 40 testemunhas arroladas pela acusação e defesa, além do próprio vereador.

De acordo com o presidente da CPP, vereador Alberto Heck, as audiências ocorrem apenas no turno da manhã e a sistemática de realização ainda está sendo avaliada pela comissão, juntamente com a presidência da Câmara, Assessoria Jurídica e o setor administrativo da Casa. Além de Heck, compõem a comissão a vereadora Bruna Molz, como relatora e Licério José Agnes como secretário.

A denúncia

Scheibler é acusado de uso de veículos, materiais e servidores públicos em uma obra privada no Loteamento Terravista, em Linha João Alves; da exigência de parte dos salários de assessores parlamentares entre os anos de 2013 e 2019, prática que ficou conhecida como rachadinha e da manutenção de dois assessores parlamentares sem controle de horário e efetivo trabalho.

Ele é o quarto vereador denunciado pelo Ministério Público. Também foram denunciados Elo Ari Schneiders e Alceu Crestani, do PSD - cassadosem maio - e Paulinho Lersch (PT), preso há um ano. Em ambas as denúncias, dentre outras irregularidades, a investigação apontou a existência de um esquema de captação de parte dos salários de servidores da Câmara, conhecida como rachadinha. 


Foto: Arquivo/Câmara de Vereadores