Arauto Saúde: como os médicos avaliam os três meses de pandemia em Santa Cruz do Sul


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 04/07/2020 08:00

Geral Arauto Saúde   CORONAVÍRUS

Já se passaram mais de três meses desde que o país  está em alerta para o coronavírus e vem seguindo as medidas de prevenção. Apesar de a população estar cansada dessa rotina de cuidados excessivos, uso de máscara e distanciamento, não é momento para relaxar, conforme os profissionais da saúde. Convidada do Arauto Saúde desta semana, a médica da família, Clauceane Venzke Zell fala sobre a importância da atenção às recomendações para o controle da Covid-19 em Santa Cruz do Sul. O programa contou, ainda, com a participação do infectologista Marcelo Carneiro.  

Para Clauceane, a disseminação da doença no município tem sido controlada porque a população tem seguido as recomendações de isolamento, tanto em casos suspeitos como confirmados, mantido a higiene das mãos, entre outros cuidados. No entanto, frisa que nas duas últimas semanas, um maior número de pacientes testados positivos para o coronavírus têm relaxado nos cuidados. “Dessa forma, tem sido mais comum a incidência de contaminação dentro de uma mesma família. Isso acontece porque nestes pacientes identificados nestas duas últimas semanas, a doença não se manifestou de forma tão grave. Assim, as pessoas relaxaram um pouco nessa questão da etiqueta respiratória, de higiene, todos aqueles cuidados importantes que se sabe desde o início da pandemia”, explica. 

Apesar dos casos pontuais, ela frisa que a população em geral acatou muito bem as medidas de prevenção e cita, ainda, a organização do sistema de saúde no município como ferramenta importante para o enfrentamento da doença. “No início havia muita expectativa sobre como tudo seria, mas conseguimos ajustar o sistema de saúde, montar protocolos de tratamento e atendimento nas unidades de saúde, nos hospitais e no Hospital de Campanha. Além de que se tem conseguido identificar os casos através dos testes”, frisa. Outro ponto positivo, segundo ela, é de que a maioria dos casos de Covid-19 registrados em Santa Cruz do Sul não são de pacientes do grupo de risco para a doença. “Isso faz com que os pacientes que testam positivo para o coronavírus não evoluam para as formas mais graves da doença, podendo permanecer em isolamento domiciliar, sem necessidade de serem encaminhados ao hospital”, completa.

 


Foto Arquivo Jornal Arauto