Antes de reabrirem, escolas criarão Centro de Operações de Emergência


Publicado 30/06/2020 06:32
Atualizado 30/06/2020 06:33
Geral   SAÚDE E EDUCAÇÃO Fonte: Jornal Arauto

Ainda não há previsão concreta da data da liberação, por parte do Governo do Estado, para o retorno das aulas presenciais, mas quando houver, os Municípios precisarão estar em dia com um plano de enfrentamento do coronavírus para evitar a infecção dos estudantes, educadores e funcionários. A Prefeitura de Vera Cruz já emitiu o decreto sobre a criação do Centro de Operações de Emergência em saúde para educação. Cabe, agora, cada educandário, de todas as redes de ensino, criar o próprio COE-L, ou seja, um Centro de Operações do estabelecimento de ensino, assim como um plano de contingência para prevenção, monitoramento e controle da Covid-19.

A primeira reunião envolvendo direções de escolas, Secretaria Municipal da Educação, de Desenvolvimento Social e de Saúde e Ministério Público ocorreu na tarde de sexta-feira, dia 26, na Câmara de Vereadores, para explicar o funcionamento e reforçar a importância destas medidas. As escolas deverão criar o seu plano e encaminhar ao COEM Vera Cruz com no mínimo cinco dias úteis de antecedência da retomada das atividades presenciais na instituição de ensino. É o COEM que analisa o plano e valida o protocolo de reabertura. Para o secretário de Educação, Cláudio Stoeckel, nada mais é do que a preparação das escolas para a volta às aulas de maneira segura para com a saúde dos alunos e educadores.

O planejamento, desde já, possibilita que no momento que for autorizado o retorno das aulas presenciais, a estrutura educacional do município já esteja preparada. “Temos muito a aprender e também temos responsabilidade muito grande por tudo o que vai acontecer”,declarou Stoeckel.
 

Reunião envolveu representantes de escolas, secretarias e Ministério Público
Reunião envolveu representantes de escolas, secretarias e Ministério Público (Foto: Carolina Almeida/ Jornal Arauto)







Corona - Aqui não passa!