Carreata junina para matar a saudade


Publicado 27/06/2020 10:00
Geral   PARA REVER OS ALUNOS Fonte: Jornal Arauto

Neste ano, se o arraiá como todos conhecem, com festa e todas as tradições, não pôde ser realizado nas escolas por conta da pandemia do novo coronavírus, não faltou criatividade, emoção e uma dose generosa de solidariedade para marcar a ocasião. Cada educandário criou atividades variadas para celebrar, seja de modo virtual ou com a aproximação por meio de uma carreata, a chamada Carreata da Saudade, movimento incentivado pelo Sindicato do Ensino Privado, o Sinepe-RS. Em Vera Cruz, a Escola Anchieta resolveu aderir à proposta e uniu com o Dia de São João, nesta quarta-feira, 24 de junho. A iniciativa, voltada aos alunos da Educação Infantil ao 5º ano, surpreendeu pela animação, pela caracterização das crianças, pela decoração dos carros e o envolvimento familiar em uma causa social.

Na rua Alvarenga, entre a igreja Santa Teresa e a Escola Anchieta, direção e professores se espalharam pela calçada para receber, das janelas dos carros, as doações de alimentos não perecíveis, que serão destinadas ao Sopão do bairro São Francisco. Além disso, cada professora, ao identificar seu aluno no veículo, entregou um pacote de pipoca e, mais do que isso, sentiu a troca de carinho pelo olhar que se estreitou enquanto, por baixo da máscara, o sorriso ficou escondido.

Entre dezenas de famílias que participaram, a vera-cruzense Leila Schmitt conduziu o carro com o filho Renato, 8 anos, que estuda no 3º ano da escola, a mana Rafaela, de 3 anos, e a vovó Iara, que acompanharam o evento e adoraram sair um pouco de casa e ver as pessoas. “Acharam bom poder ajudar quem precisa da nossa solidariedade”, frisa Leila. “Achamos o evento Carreata da Saudade bem legal, um momento de rever os professores, matar um pouquinho da saudade. Neste momento de isolamento social, é bom poder ver, mesmo que rapidamente, as pessoas que gostamos! Foi um momento de alegria em rever as professoras, a escola e, ainda, super importante, de solidariedade, com a doação de alimentos que serão doados ao Projeto Solidário Sopão São Francisco”, destacou a mãe do Renato e da Rafaela.

Doações de alimentos serão revertidas para o Sopão do bairro São Francisco
Doações de alimentos serão revertidas para o Sopão do bairro São Francisco (Foto: Carolina Almeida/ Jornal Arauto)







Corona - Aqui não passa!