Saiba como as igrejas organizam retomada de missas em Santa Cruz


Publicado em 22/05/2020 16:51 Atualizado em 22/05/2020 16:51 Geral   RELIGIOSIDADE Fonte: Portal Arauto

Após a Prefeitura de Santa Cruz do Sul divulgar um novo decreto que projeta regras para a reabertura de igrejas do município, já começaram as mobilizações para a retomada de missas respeitando o que foi estabelecido no decreto municipal.

Na opinião do padre Roque Hammes, o decreto é composto por uma série de regras, mas que serão todas rigidamente cumpridas: "Existem várias coisas que de certa forma assustam no decreto, mas precisamos nos adaptar para que tudo fique bem".  O padre destaca que as missas já devem ser retomadas neste fim de semana nas igrejas católicas nos horários em que já ocorriam.

Na catedral, por exemplo, será realizada uma missa neste sábado (23) às 17h e no domingo (24) às 9h. No entanto, apenas será permitida a entrada de 30 pessoas. Nas demais igrejas será autorizada a ocupação de 50% do espaço. Para o padre, um dos assuntos que entrou em debate em reunião realizada na manhã desta sexta foi como as igrejas selecionariam os fiéis para participarem das missas. Diante disso, ficou decidido que a presença na missa se dará por meio de inscrições na secretaria de cada paróquia. As 30 primeiras pessoas inscritas poderão participar das missas, sendo que a orientação é pessoas do grupo de risco não se inscreverem. "Nós queremos cumprir todas as regras, porque nós não queremos contribuir para a propagação desse vírus", comenta. O padre ainda acrescenta que outros detalhes ainda estão sendo definidos para atender a comunidade da melhor forma possível, mas também cumprindo o estabelecido no decreto. 

Diferente das igrejas católicas, as Igrejas Evangélicas de Confissão Luterana do Brasil (IECLB) ainda seguem com os cultos presenciais suspensos. De acordo com o pastor Márcio Trentini, também não há nehuma data prevista para serem realizados os cultos no município. "Nós achamos que é preciso esperar um pouco a mais. Entendemos que precisamos fazer esse sacrifício de amor aos irmãos", complementa. 

Quais são as regras?

  • O decreto municipal 10.626 ressalta que as instituições religiosas devem observar o limite máximo de 30 pessoas por evento, o que não pode exceder mais da metade da ocupação máxima de cada local. Além disso, o documento prevê um distanciamento mínimo de 2 metros entre cada fiel.
  • As regras se expandem também para modo de operação e horário de funcionamento dos estabelecimentos. De acordo com o decreto, as igrejas e templos podem operar somente entre as 8h e às 20h, com apenas um evento por dia, que não poderá exceder o tempo de uma hora. Após a realização de missa ou culto, a igreja deverá ser fechada ao público. Atendimentos individuais poderão ocorrer somente com agendamentos.
  • As cerimônias de batizados e casamentos, entre outros, não foram autorizadas pelo documento. Além disso, não poderão ser compartilhados objetos durante os eventos, impedindo celebrações semelhantes à Santa Ceia ou Comunhão. As missas e cultos somente poderão ser realizadas por religiosos cadastrados junto à Secretaria Municipal de Saúde (Sesa) e todas as organizações religiosas do município também devem estar cadastradas.
  • O documento ainda ressalta que se constatado surto de Covid-19 relacionado a qualquer igreja ou templo, o local será fechado e as atividades suspensas pelo prazo de 14 dias.
PortalArauto
(Foto: Pixabay/Divulgação)