Maior inadimplente do Rapidinho em Santa Cruz deve mais de R$ 4 mil


Publicado em 20/05/2020 19:39 Atualizado em 20/05/2020 19:39 Geral   NO VERMELHO Fonte: Portal Arauto

Apesar do índice de inadimplência estar dentro da média anual de 30% a 35% em Santa Cruz do Sul, as dívidas acumuladas por veículos no Estacionamento Rotativo ainda somam valores altos. Em um dos casos, estão registradas cerca de duas mil advertências não pagas desde junho de 2016, chegando a um débito de R$ 4 mil, conforme dados apresentados pelo Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública (Consepro), que administra o Rapidinho.

Ainda, de acordo com o Consepro, de janeiro até abril de 2020, considerando um mês de paralisação em virtude da pandemia do Coronavírus, o Rapidinho já emitiu 259.720 avisos. Desses, 174.012 foram pagos, o que representa quase 67% do total. Conforme o Conselho, entre as causas do não pagamento, estão os veículos que estacionam e saem sem pagar devido a pressa, ou também aqueles que levam o ticket e não pagam.

Atualmente, o usuário paga o valor de R$1 para estacionar meia-hora, R$ 2 para uma hora, R$ 3 para uma hora e meia e R$ 4 para o tempo máximo de duas horas em qualquer uma das vagas das 47 quadras da faixa azul do município.

PortalArauto
(Foto: Arquivo/Portal Arauto)