Dupla Ave-Cruz vive tempo de incertezas sobre retomada


Publicado 25/05/2020 16:00
Esportes   FUTURO INCERTO Fonte: Portal Arauto

Há mais de dois meses sem treinos, jogos e o calor das torcidas, as incertezas pairam sobre os Estádios dos Plátanos e dos Eucaliptos em Santa Cruz do Sul. O Esporte Clube Avenida e Santa Cruz Futebol Clube paralisaram as atividades ainda no mês de março. Desde lá, apesar de algumas conversas com a Federação Gaúcha de Futebol (FGF), não há nenhuma certeza sobre o retorno dos dois times.

O Avenida disputava a Divisão de Acesso do Campeonato Gaúcho, quando a competição foi suspensa ainda na terceira rodada da primeira fase. O Clube somou três pontos apenas no campeonato. Com três empates, no episódio mais recente o alviverde acertou a saída do até então comandante, Gelson Conte.

Já o Santa Cruz, que em 2020 disputará novamente a Segunda Divisão do Futebol Gaúcho, estava em preparação para a competição que tinha início previsto para o dia 5 de abril. Em 18 de março, quando suspendeu as atividades, alguns detalhes separavam o alvinegro da disputa do campeonato. Jogadores e comissão técnica já se dedicavam aos trabalhos em dois turnos.

Contratos

Após a suspensão das atividades, por conta da pandemia, os dois clubes, suspenderam também o contrato dos atletas. De acordo com o presidente do Galo, Tiago Rech, o time quitou os salários de março e encaminhou os vencimentos de jogadores, comissão técnica e funcionários, de abril e maio, para enquadramento em programas do Governo Federal.

O diretor executivo de futebol do Periquito, Guilherme Eich, ressalta que a realidade financeira local é incomparável com os clubes do Gauchão. “Diferente dos clubes grandes, não temos a mínima condição de estar pagando a folha dos atletas enquanto a competição está parada. Nosso acordo foi bem claro com os atletas: paralisar os contratos e retomar somente quando voltar a competição. É inviável para um clube da Divisão de Acesso o pagamento dos dias parados”, explica.

Preparo Físico

Por estarem com os contratos suspensos, ambos os clubes informaram que não podem cobrar dos atletas, uma preparação em casa. Segundo Eich, os profissionais do Avenida, foram orientados antes da paralisação quanto a algumas atividades que poderiam ser realizadas para a manutenção da forma física. “Quando foram liberados, em março, orientamos quanto a atividades que pudessem praticar em casa, mas não tem um trabalho específico sendo repassado a eles no dia-dia, até porque não temos previsão de retorno. Não tem como cobrarmos deles, até porque os contratos estão suspensos”, frisa.

De acordo com o dirigente do Galo, a realidade é bastante parecida com a do arquirrival. “Cada atleta esta mantendo a forma por conta própria. Como os contratos estão suspensos, eles não podem realizar atividades pelo Clube. Eu sei que eles conversam com o nosso preparador físico, para terem alguma orientação. Isso não é nada oficial e não parte do Clube”, ressalta Rech.

Incertezas

Conforme Tiago Rech, ainda não há uma definição quanto ao início da competição e, por isso, também não há nada confirmado em relação à retomada dos trabalhos pelo Clube. “Aguardamos uma posição da Federação sobre quando iniciará a competição. Até agora não temos nada. O campeonato talvez inicie somente em agosto ou setembro. Se for assim, devemos retomar os trabalhos em julho. Estamos em um compasso de espera e sem nenhuma perspectiva por enquanto. Quando retornarmos, não sabemos nem mesmo se será permitido o acesso de público ao Estádio. Teremos que adotar algumas medidas e não temos a estrutura da dupla Gre-Nal, por isso nosso retorno só deve ocorrer quando tivermos certezas”, destaca.

O Avenida também aguarda posições concretas da Federação. O órgão ainda não confirmou a data da retomada da Divisão de Acesso, no entanto, após reunião realizada ainda em abril, o mês de agosto foi escolhido como a melhor opção. Para Guilherme Eich, algumas incertezas ainda deixam o clube a repensar as condições da retomada. “Nosso futuro é uma incógnita. Vejo que existe a possibilidade até de nem retornarmos a competição”, afirma.

A Federação Gaúcha de Futebol confirmou na semana passada a retomada do Gauchão 2020. O retorno deve ocorrer entre a metade de julho e início de agosto, se as condições de saúde pública permitirem. Além disso, as contratações de atletas serão livres e nenhuma equipe será rebaixada neste ano. A Divisão de Acesso e a Segunda Divisão ainda não tem data definida para serem retomadas.

(Foto: Arquivo/Portal Arauto)







Corona - Aqui não passa!