“Ele era um ser político por essência” diz Benno Kist


Publicado em 12/12/2019 13:18 Atualizado em 12/12/2019 16:24 Geral Cobertura Especial   INCANSÁVEL Fonte: Portal Arauto

O legado de Arno Frantz deixa memórias não só em familiares como também em amigos. O jornalista, escritor e ex-vereador Benno Bernardo Kist, destaca o ex-prefeito de Santa Cruz do Sul, amigo e colega político, como o mais importante político santa-cruzense. “Ele era um ser político por essência. Vivia a política dia e noite, era da natureza dele. Ele gostava muito do contato com as pessoas e sempre que podia caminhava pelas ruas.” comenta.

De acordo com o escritor, com o auxílio do ex-prefeito, muita coisa pode ser realizada em prol das comunidades do interior. “Os distritos de Monte Alverne, Boa Vista e arredores tiveram atenção especial do Arno. Quando eu era vereador e com a ajuda dele e da esposa – Edeltraud Eggler – conseguimos construir a primeira creche pública municipal em um distrito. Essa foi uma marca entre tantas outras.” lembra.

Após o envolvimento em campanhas políticas, Arno Frantz foi eleito vereador, na década de 60. Depois da vida pública atuou no serviço de entidades e organizações de classe do município. O amigo e assessor direto, lembra ainda que apesar da importância dele, a simplicidade sempre foi uma de suas virtudes. “Ele era uma pessoa de fácil trato e muito simples. As pessoas se identificavam, além de ser bem humorado e muito conhecido. Por ser uma figura pública, algumas piadas e anedotas eram contadas usando o nome dele, mas muitas vezes não eram verdadeiras.” relembra.

O carisma de Arno Frantz, segundo Benno Bernardo Kist, fez com que ele se tornasse uma figura popular e reconhecida na comunidade. “Foi essa história que ele construiu, de dedicação total à política. Era uma pessoa realmente dedicada a comunidade, a população vinha sempre em primeiro lugar. Ele não enriqueceu com a política, trabalhava para melhorar a vida do povo e não a dele.” afirma.

O jornalista trabalhou com Arno Frantz em diversas oportunidades tanto nos mandados de prefeito como quando Frantz se elegeu deputado estadual. Kist lembra que o atual prefeito de Santa Cruz, Telmo Kirst, foi vice de Frantz em um dos mandados. Ele lembra também das obras imponentes executadas em Santa Cruz – Rodoviária, Avenida do Imigrante e Ginásio Poliesportivo, conhecido até hoje como “Arnão”. Apesar das filiações partidárias o jornalista deixa claro a importância do ex-prefeito para a cidade. “Até hoje, todas as pessoas, inclusive os próprios adversários políticos reconhecem ele – Arno –, como uma grande figura política e humana de Santa Cruz do Sul.” ressalta.

Vida

Filho de pai comerciante, Arno Frantz nasceu em 9 de agosto de 1922, na comunidade de Linha Schwerin – hoje Linha Andrade Neves –, no interior de Santa Cruz. Era o sétimo dos nove filhos do casal. Formou-se em 1941, no Curso Técnico em Contabilidade, após cinco anos de internato e atuou no Banco do Estado, em Ijuí. Trabalhou com o irmão, em Humaitá, no norte do Estado, e retornou para Santa Cruz durante a Segunda Guerra Mundial para trabalhar no comércio do pai em Linha Schwerin. Casou-se, em 1948, com Edeltraud Eggler filha de médico e residente em Rio Thal – hoje Monte Alverne. Os dois tiveram apenas uma filha – Else. Trabalhou como gerente na Caixa Estadual; foi eleito vereador na década de 60; prefeito pela primeira vez entre 1977 e 1982 e retornou ao executivo municipal entre 1989 e 1992, quando teve como vice, Telmo Kirt; e deputado estadual entre 1995 e 1999. Morreu nesta quinta-feira (12), aos 97 anos, em Santa Cruz do Sul.

PortalArauto
Trajetória do ex-prefeito foi contada em livro (Foto: Guilherme Bica/Portal Arauto)










Copyright © 2016 Portal Arauto - www.portalarauto.com.br CH New