Hospital Santa Cruz realiza transplante de córnea em criança


Publicado em 08/11/2019 14:19 Atualizado em 08/11/2019 17:26 Geral   BOA NOTÍCIA Fonte: Assessoria do Hospital Santa Cruz

Um acidente doméstico por pouco não tirou a visão do olho direito da pequena Ana Clara Avelar da Silveira, na época com três anos. A ponta de uma faca causou a perfuração da córnea e causou danos em outras estruturas oculares. Graças ao pronto atendimento na emergência do Hospital Santa Cruz (HSC) foi possível tratar as feridas e reparar as estruturas, possibilitando à criança a chance de um transplante, realizado no dia 13 de outubro, e a recuperação parcial da visão.

O primeiro procedimento foi feito já no dia do acidente, em dezembro de 2018, e foi fundamental para reverter o quadro da paciente. Ali e durante o período de recuperação, ela teve o acompanhamento da equipe de oftalmologia liderada pelo cirurgião Farid Abbas Abed Husein Abed, responsável também pelo transplante. “A segunda etapa era restaurar a visão da Ana Clara por meio do transplante de córnea, que não é muito comum em crianças”, explicou Farid.

O transplante durou cerca de 1h30min, com anestesia geral. Conforme o cirurgião, um terceiro procedimento deverá ser feito em um ou dois meses, chamado de vitrectomia. O objetivo é substituir o vítreo do olho lesionado, geralmente com um gás ou líquido, visando ao tratamento da lesão.

Segundo Farid, a pequena paciente está respondendo bem ao processo. “Outros procedimentos podem ser necessários, mas a expectativa é de que os resultados sejam alcançados”, disse o médico. Ele enalteceu, ainda, o empenho de todas as equipes desde o primeiro atendimento da Ana Clara. “Foi um trabalho multidisciplinar que envolveu enfermeiros, técnicos, funcionários, emergencistas e que contou com todo o suporte do Hospital”, elogiou. “A própria paciente e sua família tiveram um papel importante na sua recuperação”, mencionou ele.

A mãe da criança, Eliandra de Ávila Avelar, agradeceu ao atendimento e a todo o acompanhamento que a filha recebeu desde o dia do acidente até o transplante e, agora, no seu processo de recuperação. “O doutor Farid e sua equipe estiveram durante estes 10 meses ao nosso lado, acompanhando, orientando e nos acalmando para que tudo desse certo”, enfatizou ela. “Tudo transcorreu de forma tranquila. Ela está se recuperando, está bem, e só temos a agradecer a toda a equipe médica, de enfermagem e aos funcionários do Hospital Santa Cruz pelo ótimo atendimento”, destacou.

PortalArauto
O transplante durou cerca de 1h30min, com anestesia geral (Foto: Divulgação)










Copyright © 2016 Portal Arauto - www.portalarauto.com.br CH New