Camisinha de graça tem, falta pegar


Por: Portal Arauto
Fonte: Jornal Arauto
Publicado 02/07/2019 10:00

Geral   SAÚDE

O  preservativo - ou a camisinha, popularmente conhecida - é o método mais acessível e eficaz para prevenir doenças sexualmente transmissíveis, além de evitar uma gravidez não planejada. Os preservativos, tanto masculinos quanto femininos, são distribuídos de forma gratuita nas unidades de saúde pública. Em Santa Cruz do Sul, Vera Cruz e Vale do Sol, cerca de 5,9 mil unidades são distribuídas mensalmente (confira município a município abaixo). 

Tanto em Santa Cruz quanto em Vera Cruz e Vale do Sol, os preservativos ficam disponíveis em lugares acessíveis para que todos que tiverem interesse possam pegar. “Sempre tem preservativos e podem ser retirados quantos forem necessários pelo usuário”, salienta a coordenadora do Centro Municipal de Atendimento à Sorologia (Cemas), de Santa Cruz, enfermeira Micila Chielle. Para ela, o número de unidades distribuídas é considerado baixo. “Deveria ser infinitamente maior. Apesar das contínuas campanhas de sensibilização e informação, a população não usa preservativo como deveria. Ou seja, não faz uso em todas as relações sexuais”, reflete.

Para a responsável pela Assistência Farmacêutica Municipal de Vera Cruz, Andréia da Siqueira, a distribuição é de suma importância na proteção contra doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). “Também é método contraceptivo, deve estar disponível e acessível para toda a população”, sublinha. “A melhor alternativa é não se expor ao risco, pois podem ser graves e incuráveis, como o caso do HIV”, destaca Micila.

EM NÚMEROS

SANTA CRUZ
Cerca de quatro mil camisinhas masculinas e femininas são distribuídas por mês nos serviços de saúde de Santa Cruz, variando os modelos e tamanhos, de acordo com as questões anatômicas, segundo a enfermeira Micila Chielle.

VERA CRUZ 
São em torno de mil unidades repassadas ao Posto de Saúde Central, às Estratégias de Saúde da Família (ESFs) e às Unidades de Saúde, bem como em eventos. De acordo com a farmacêutica Andréia da Siqueira, mais preservativos são encaminhados conforme pedido mensal do enfermeiro responsável pela unidade. “O pedido é feito conforme a demanda”, frisa.

VALE DO SOL
São distribuídas cerca de 900 camisinhas nas Estratégias Saúde da Família e Posto Central, conforme a enfermeira da Vigilância em Saúde, Vera Lúcia Melz. Os preservativos são entregues ainda em todas as ações envolvendo a Saúde e a Vigilância em Saúde.


Foto: Luciana Mandler/Jornal Arauto
Comunidade pode retirar nas unidades de saúde
Comunidade pode retirar nas unidades de saúde