Defrec de Santa Cruz alcança posição de destaque em balanço divulgado pela Polícia Civil gaúcha


Publicado em 10/08/2018 17:53 Atualizado em 10/08/2018 18:52 Polícia   SEGURANÇA PÚBLICA Fonte: Portal Arauto

A Delegacia Especializada de Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas de Santa Cruz do Sul tem o segundo melhor índice de elucidação de casos entre as DEFRECs gaúchas, conforme apontado em balanço divulgado pela Polícia Civil do RS nesta sexta-feira (10). Os dados, referentes ao ano de 2017, colocam a espcializada do município como a segunda em produtividade, atrás apenas da Defrec de Caxias do Sul, e a frente das Delegacias de cidades como Passo Fundo, Santa Maria, Pelotas, Uruguaina, dentre outras.

Ainda de acordo com o Anuário 2017, a Defrec Santa Cruz superou em 116% a meta prevista de resolução de casos. Para o delegado Marcelo Chiara Teixeira, que assumiu a Especializada em setembro do ano passado, em cargo anteriormente ocupado pelo Delegado Regional Luciano Menezes, o número representa o grande trabalho feito por toda a equipe. "A produtividade alta sem dúvida é resultado do trabalho intensivo de toda equipe e da dedicação de todos com essa missão que temos de combater o crime organizado", afirmou.

Já o titular da 16ª Delegacia de Polícia Regional, Luciano Menezes, destacou o trabalho da qualificada equipe que mesmo pequena consegue desempenhar um grande trabalho.

Somente em duas das ações realizadas em 2017 grandes quantias em drogas e armas foram apreendidas pela Defrec Santa Cruz. Em setembro, uma casa que servia como centro de distribuição de drogas localizada no bairro Santo Antônio foi alvo de operação. No local, 54 quilos de maconha, além de armas e munições.  O total de drogas foi avaliado em R$ 50 mil. 

Um mês depois, em outubro, a Defrec realizou a maior apreensão de fuzis já registrada no Estado. Em um loft de um universitário, localizado na rua Samuel Pinto Cortês, bairro Avenida, 15 fuzis, 21 pistolas e diversas munições 762 e 556.  Dentre os fuzis, estava o 762, pertencente a Antônio Marco Braga Campos, conhecido como Chapolim, líder de uma facção criminosa que atua no Rio Grande do Sul. No total, foram R$ 3 milhões em armas tirados do mundo do crime. O sucesso na operação, que contou com apoio da Polícia Civil de Vera Cruz, rendeu homenagem em sessão solene na Câmara de Vereadores de Santa Cruz.

PortalArauto
Apreensão de fuzis foi a maior da Polícia Civil gaúcha (Foto: Guilherme Bica/Portal Arauto)
PortalArauto
Ações de combate ao tráfico são frequentes (Foto: Guilherme Bica/Portal Arauto)
PortalArauto
Armas apreendidas em casa de universitário em outubro do ano passado (Foto: Guilherme Bica/Portal Arauto)
PortalArauto
Carros clonados também na mira da especializada (Foto: Guilherme Bica/Portal Arauto)







Copyright © 2016 Portal Arauto - www.portalarauto.com.br DB