UTI Adulto do Hospital Santa Cruz atinge nível máximo de excelência


Publicado em 12/07/2018 11:57 Atualizado em 12/07/2018 11:59 Geral   SAÚDE QUALIFICADA Fonte: Assessoria de Imprensa

A Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Adulto do Hospital Santa Cruz (HSC) foi habilitada com o nível 3 de excelência, que é o nível máximo que pode ser alcançado por uma UTI. A Portaria nº 1.927, de 28 de junho de 2018, reclassifica os leitos da unidade e estabelece recurso do Bloco de Custeio das Ações e Serviços Públicos de Saúde a serem incorporados ao Grupo de Atenção de Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar do Estado do Rio Grande do Sul e municípios.

Conforme o médico intensivista Rafael Botelho Foernges, coordenador médico da unidade, atingir o nível de excelência para a UTI Adulto foi uma das metas estabelecidas no Plano de Gestão de Especialização em Medicina Intensiva implementado pelo HSC em 2015. Para isso o Hospital contratou novos intensivistas visando atender à demanda com mais eficiência utilizando a mesma infraestrutura. Atualmente, a taxa de resolutividade da unidade supera os 80%. “Com a integração de três novos médicos intensivistas atingimos 100% de especialistas no atendimento de rotina e 50% no plantão, tornando o HSC apto a atingir o nível 3”, explica Foernges.

O plano incluiu ainda a ampliação do espaço físico voltado para a área de ensino, uma nova sala de espera e espaço interno para visitas e informações médicas, a individualização dos leitos, permitindo a presença de um acompanhante junto ao paciente tornando o atendimento ainda mais humanizado, e a modernização constante dos equipamentos. “A implantação de serviço próprio de hemodiálise na unidade, por exemplo, deu mais agilidade e proporcionou terapias de última geração a pacientes que desenvolvem insuficiência renal aguda, patologia com prevalência de 25 a 40% em pacientes críticos”, destaca o médico intensivista. “A aquisição de um ecógrafo portátil passou a permitir a realização de procedimentos invasivos, diagnósticos de urgência e monitorização de pacientes dentro da própria UTI”, completa. 

Outro aspecto fundamental do Plano de Gestão, aponta Foernges, foi a implementação de uma equipe multidisciplinar para abordagem dos pacientes, com a participação dos profissionais da Residência Multiprofissional em Saúde do Hospital Santa Cruz. Para o futuro, segundo o médico, a meta é formar intensivistas dentro do Hospital por meio de um programa de residência médica em intensivismo. 

Estrutura

Dos 10 leitos da UTI Adulto do Hospital Santa Cruz, oito são destinados ao Sistema Único de Saúde (SUS) e dois para os demais convênios e particular. Dos oito leitos SUS, dois são reservados para a alta complexidade cardiovascular.
 

PortalArauto
Atualmente, a taxa de resolutividade da unidade supera os 80% (Foto: Divulgação)






Copyright © 2016 Portal Arauto - www.portalarauto.com.br DB