Cresce número de adoções no Canil Municipal


Publicado em 13/03/2018 14:35 Atualizado em 13/03/2018 14:38 Geral   BOA NOTÍCIA Fonte: Prefeitura de Santa Cruz

Com o término do período de férias e a volta para casa, após uma rotina de passeios e viagens, muitas pessoas pensam em adotar um animalzinho de estimação. A procura por um amiguinho de quatro patas tem levado muita gente ao Canil Municipal de Santa Cruz do Sul nos últimos dias. Como resultado dessa busca, o estabelecimento, que já chegou a ter cerca de 90 animais, entre cães e gatos, a espera de adoção, agora mantém aproximadamente 50, pouco mais de sua capacidade máxima, que é de 47 animais.

Segundo o veterinário Tiago Marques, a lotação do canil sofre grande variação no decorrer do ano, mas é a partir dessa época, com a proximidade do fim do verão, que as pessoas se voltam mais para a prática do apadrinhamento. De acordo com os registros, em janeiro foram contabilizadas 23 adoções e o mês de fevereiro fechou com 14. Embora ainda não estejamos sequer na metade de março, já foram efetuadas 18 adoções, entre cães e gatos.

Na primeira feira do ano, realizada no último domingo, 16 dos 43 animais que estavam aptos para adoção, encontraram um novo lar. “As adoções foram muito boas nos meses de janeiro e fevereiro, não tivemos feira nesse período, mas as pessoas vinham diretamente no canil a procura de um cãozinho ou de um gato”, disse.

O contrário acontece no início do período de férias, quando muitas pessoas não têm com quem deixar seus pets e acabam abandonando-os à própria sorte. Para evitar que isso aconteça, todos os animais que saem do Canil Municipal para adoção são microchipados. Apesar disso, ainda que sejam episódios raros, em 2017 foram registrados três casos de abandono, em que foram identificados os tutores. Nessas situações são abertos processos administrativo e civil para apurar os fatos, uma vez que o ato constitui crime ambiental. “A pessoa fica também impossibilitada de adotar novamente”, observou o veterinário.

Com a abertura de espaço no canil, embora a lotação esteja sempre acima da capacidade máxima, intensificou-se a busca ativa por animais abandonados nas ruas da cidade. Tiago afirma que a prioridade são filhotes e animais em situação de vulnerabilidade, doentes, acidentados e que estejam com sua integridade comprometida. “Quando recebemos um pedido, solicitando o recolhimento de um animal e não temos espaço para abrigá-lo, orientamos que a pessoa dê um lar temporário, que alimente e dê água ao bichinho, até que possamos fazer o resgate”, explicou. “Se ficarem soltos, perambulando por aí, podem não ser mais localizados na hora que formos recolher”.

A próxima Feira de Adoção será no domingo à tarde, dia 25, na Praça Getúlio Vargas, durante a 1ª Semana Municipal de Adoção, Proteção e Bem-Estar Animal. Desde o dia 19, atividades diversas estarão acontecendo nas escolas municipais Harmonia, Rauber, São Canísio e Menino Deus. E também no sábado, dia 24, haverá atividades no Canil Municipal. O local está aberto para visitação desegunda a sexta-feira, das 9h30 às 11h30, e das 14h às 16 horas. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3719-1170.

PortalArauto
Em janeiro foram contabilizadas 23 adoções e o mês de fevereiro fechou com 14 (Foto: Divulgação)






Copyright © 2016 Portal Arauto - www.portalarauto.com.br DB